Crise nas Infinitas Terras |principais participações no Crossover

Wow, e algumas referências da DC que deram as caras no evento do Arrowverse

DC não estava de brincadeira com Crise nas Infinitas Terras, maior crossover do Arrowverse (e talvez o maior entre séries de TV). O especial reuniu todas as várias versões dos heróis da DC ao longo das décadas e mídias diferentes, mostrando-as como Terras paralelas aos seriados da CW, o que significa o retorno de muitos dos atores clássicos que já assumiram as capas e uniformes dos heróis.

Alerta de Spoiller

[Atenção! O post contém spoilers de Crise nas Infinitas Terras]

O crossover durou cinco episódios, exibidos entre o final de 2019 e início de 2020, e mostrou heróis de várias realidades participando direta ou indiretamente das séries, com algumas surpresas ao longo do caminho.

Com tanta gente aparecendo, é fácil deixar passar alguma das muitas participações especiais do evento, por isso listamos abaixo os personagens que fizeram uma ponta no crossover e de onde eles vieram.

Ezra Miller (Flash do DCU)

Ezra Miller (Flash do DCU)

Aí sim fomos surpreendidos: na parte final do crossover, o Flash da CW se encontra com o Barry Allen dos cinemas, vivido por Ezra Miller. Em uma interação hilária, o Corredor Escarlate do DCEU deixa claro que ainda não escolheu o nome do seu alter-ego e se impressiona com o conforto do uniforme de sua contraparte televisiva. A participação de Miller foi tão bem escondida que nem mesmo outros membros do elenco sabiam que ele estaria no evento. O único ator que sabia do encontro era Grant Gustin, contraparte televisiva de Miller e parceiro de cena do Corredor Escarlarte dos cinemas.

Tom Welling (SmallVille)

O ator ficou conhecido por viver Clark Kent em Smallville, série exibida entre 2001 e 2011. O crossover deu continuidade ao programa, mostrando os acontecimentos dez anos após a conclusão da série.

Erica Durance (Lois Lane / Mãe da Supergirl)

Tom Welling não é o único de Smallville à retornar: Erica Durance, que viveu Lois Lane no programa, retornará ao papel para o crossover. É curioso que Durance já fez uma participação no Arrowverse: a atriz viveu a mãe de Kara Zor-El (Melissa Benoist) em Supergirl, uma das primeiras vítimas da Crise.

Brandon Routh (Superman V/Reino do Amanhã)

O Superman de Christopher Reeve está bem representado durante a Crise com o ator Brandon Routh. Lembrando que Brandon Routh interpretou o Homem de Aço no filme Superman: O Retorno (2006).

No crossover, ele é uma versão do herói de Reino de Amanhã, já que apareceu com o simbolo em uma camiseta durante a San Diego Comic-Con 2019. Curiosamente, Routh já é parte do Arrowverse, onde interpreta Ray Palmer em Legends of Tomorrow.

Tyler Hoechlin (Superman da Série Supergirl)

Supergirl — “Nevertheless, She Persisted” — SPG222a_0296.jpg — Pictured: Tyler Hoechlin as Clark/Superman — Photo: Bettina Strauss/The CW — © 2017 The CW Network, LLC. All Rights Reserved

O terceiro Superman do crossver será Tyler Hoechlin, que vive a versão do herói no Arrowverse. Originalmente apresentado em Supergirl, ele agora retornará às telas no especial.

Kevin Conroy (Batman Sombrio do Futuro)

Kevin Conroy, ator que deu a voz a Bruce Wayne e Batman no desenho Batman Animated, dos anos 90, aqui é um Bruce Wayne de um futuro sombrio, após eliminar todos os seus inimigos, até mesmo o Superman. Conroy também fez a voz do Morcego em boa parte de seus games, como Batman Arkham Asylum.

Seu visual é semelhante ao do Reino do Amanhã.

Banner Jucy Convites
Casamento | Aniversário | Bodas | Lembranças | Vídeos Animados

John Wesley-Shipp (Flash da série de 1990)

John Wesley-Shipp já é parte recorrente do Arrowverse, tendo interpretado tanto o pai de Barry Allen em The Flash quanto velocistas de terras paralelas, com Jay Garrick. No crossover ele voltará ao uniforme do Flash da série de 1990 – justificada no programa como parte da Terra-90.

Tom Ellis (Lúcifer)

Tom Ellis (Lúcifer)

Em uma participação surpreendente, Tom Ellis, protagonista de Lucifer, apareceu no crossover durante uma visita dos heróis à Terra-666. O demônio Lúcifer (Tom Ellis) saiu de seu próprio seriado para aparecer na Crise nas Infinitas Terras. Ele surge em um momento importante, para ajudar os heróis a pedido de John Constantine. Na mesma Terra-666 de Lúcifer vemos um cartaz com o símbolo de Watchmen, o smile amarelo – mais uma referência do que participação.

Johnathon Schaech (Jonah Hex)

O pistoleiro Jonah Hex, das páginas da Vertigo, retornará ao Arrowverse no crossover, novamente interpretado por Johnathon Schaech. Essa versão do personagem já deu as caras em Legends of Tomorrow.

Burt Ward (Robin da década de 60)

Um das primeiras participações da Crise é a de Burt Ward, ator que viveu o Robin no seriado do Batman dos anos 60, agora como um Dick Grayson mais velho. Ele está acompanhado de Ace, o Batcão, mas não de Bruce Wayne – Adam West, o astro que viveu Batman, faleceu em 2017. O veterano presencia sua Terra ser destruída, mas não sem antes soltar um “santo céu vermelho da morte”.

Cress Williams (Raio Negro)

Já a adição mais recente é Cress Williams, o Raio Negro. Vale lembrar que essa foi a introdução oficial de Raio Negroao Arrowverso. O herói agora também faz parte da Liga da Justiça criada por Barry Allen (Grant Gustin).

Ashley Scott (Aves de Rapina)

Ashley Scott, que viveu a Caçadora na curta série Birds of Prey, conseguiu estender um pouco sua estadia no mundo televisivo da DC com uma breve ponta em que pula de telhado em telhado enquanto vê seu universo ser destruído.

A Caçadora pode ser vista correndo em um dos episódios, fugindo da destruição da Crise. A voz de Dina Meyer como Bárbara Gordon/Oráculo também é ouvida na mesma cena.

Menção Honrosa: Marv Wolfman (Roteirista da HQ)

Não podemos nos esquecer da grande homenagem feita a Marv Wolfman, um dos autores por trás da saga Crise nas Infinitas Terras nas HQs. O criador interpreta ele mesmo, e aparece no último episódio do evento.

No entanto, sua aparição é mais que uma breve cameo – já que é ele quem dá a notícia de que todos os heróis do CW estão habitando a mesma Terra. É uma cena bonita, especialmente por envolver o Flash e a Supergirl.

Robin, Ravena e outros Titãs

Os Titãs do serviço de streaming DC Universe aparecem em breves cenas com tons genéricos no crossover. Rapina (Alan Richson), Columba (Minka Kelly), Jason Todd (Curran Walters), Estelar (Anna Diop) e Ravena (Teagan Croft) são alguns deles.

Robert Whul (do filme Batman de 89)

Conhecido por viver o jornalista Alexander Knox em Batman, de 1989, Robert Whul é outra pequena aparição de Crise nas Infinitas Terras que surge para ser consumido pela onda de antimatéria logo depois. 

Além disso, o Batman de Michael Keaton teve uma referência através do jornal destacando o seu casamento com Selina Kyle.

Stargirl e a Sociedade da Justiça

A atriz Brec Bassinger estreia como Stargirl em uma rápida cena na Terra-2, ao lado da Sociedade da Justiça, clássico grupo de heróis, similar à Liga. A cena é bem rápida e também mostra heróis como o Doutor Meia Noite, Pantera, Homem-Hora e o robô STRIPE.

Monstro do Pântano

No crossover vemos Derek Mears caracterizado como o Monstro do Pântano, herói sombrio da DC Comics, que estrelou seu próprio seriado no serviço de streaming DC Universe em 2019, mas que já foi cancelado.

Patrulha do Destino

A Patrulha do Destino, do seriado de mesmo nome do DC Universe, aparece com sua formação inteira: Rita Farr (April Bowlby), Jane (Diane Guerrero), Ciborgue (Joivan Wade), Cliff Steele (Riley Shanahan) e Larry Treinor (Marthew Zuk).

Tom Cavanagh (Pária)

Tom Cavanagh não será o Flash Reverso dessa vez. O personagem foi Pária; Muito importante na saga original.

Mundo dos Lanternas Verde

É na Terra-12 que vemos uma rápida cena com um Lanterna Verde saindo da Terra, em direção a OA, o planeta que serve de base para a Tropa dos Lanternas Verdes. As cenas parecem ser do filme estrelado por Ryan Reynolds, ao menos em termos de design, mas há quem diga que pode ser uma prévia para o seriado do herói, que deve estrear em 2022 na HBO Max.

Osric Chau (Ryan Choi)

Osric Chau, da série Supernatural, foi confirmado como o intérprete do personagem Ryan Choi no projeto. O personagem em questão é o segundo nome nas HQs a assumir o manto do herói Átomo;

Russell Tovey (Ray da Terra-X)

Apresentado em Crise na Terra-X e depois estrela da própria série animada do streaming da CW, Ray (Russell Tovey) aparece voando brevemente antes de ser consumido por antimatéria.

Jim Corrigan (Espectro)

Não foram apenas personagens já estabelecidos que tiveram boas participações na Crise nas Infinitas Terras. Alguns novos rostos trouxeram momentos incríveis para o evento, e um deles foi Jim Corrigan, o Espectro dos quadrinhos.

Ele surge aqui no terceiro episódio do crossover para auxiliar Oliver Queen a se transformar no novo Espectro, de modo que derrote o Anti-Monitor de uma vez por todas. O personagem foi interpretado por Stephen Lobo e esteve em dois dos cinco episódios do evento.

Gleek (Super-gêmeos)

Os Super Gêmeos, clássicos personagens do desenho Super Amigos, quase participaram da Crise nas Infinitas Terras. O produtor e roteirista Marc Guggenheim afirma que a dupla pode aparecer nas séries da DC no futuro. A cena final do evento faz referência ao macaco Gleek, e revelou que os heróis quase fizeram parte do crossover.

Terra Primordial

Como era de se esperar, o crossover resultou na grande união do Multiverso DC/CW, unindo as Terras 1 e 38, os dois principais universos do Arrowverse. Além disso, Raio Negro, também produzida pela emissora americana, mas, até a Crise, completamente não relacionada ao universo compartilhado, agora também faz parte do novo mundo de heróis.

Liga da Justiça

Sala da Justiça

O grande encerramento da Crise mostra Barry reunindo Supergirl, Canário Branco, Batwoman, Superman, Caçador de Marte (David Harewood) e Raio Negro (Cress Williams) em um memorial dedicado a Oliver.

Lá, ele revela uma mesa com o símbolo da Liga da Justiça e cadeiras reservadas para cada um dos heróis presentes, incluindo uma com o símbolo do Arqueiro Verde, abrindo a possibilidade para que Mia (Katherine McNamara), filha de Oliver, ocupe o cargo. Ainda é mostrado um take externo que revela que a reunião da nova Liga aconteceu na Sala da Justiça.

Superfilhos

Preparando o terreno para a nova série Superman & Lois, o Homem de Aço vivido por Tyler Hoechlin recebe uma ligação da esposa (Elizabeth Tulloch), em que a jornalista pede que o kryptoniano vá para casa ajudar com “os filhos”.

Confuso sobre a quantidade de crianças, já que o casal tinha apenas o bebê Jonathan em Supergirl, Clark questiona Lois, que afirma que o Azulão agora tem dois supergarotos para criar. 

Will Wheaton (dublador e ator)

Outra aparição rápida, Will Wheaton surge brevemente como um fanático que acredita no fim do mundo e é salvo pela Supergirl no começo do crossover.

Wil Wheaton é um ator reconhecido por seu trabalho em Star Trek (e também por participações pontuais em The Big Bang Theory). Já dublou diversos personagens da DC Comics em animações: Aqualad em Jovens Titans, Besouro Azul em Batman:  The Brave and The Bold, Robin para o videogame DC Universe Online, entre outros..

O crossover Crise nas Infinitas Terras envolveu as cinco séries da CW: ArrowThe FlashSupergirlBatwoman Legends Of Tomorrow

Se quiser conhecer mais da saga, segue link para compra da Hq na Amazon aqui.

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Como era a Liga da Justiça criada por Stan Lee

Wow, é isso mesmo. O maior gênio da Marvel já fez sua versão para o super grupo da rival. Confira como foi 😉

Liga da Justiça é a equipe de super-heróis que surgiu para acabar com todos os outros grupos de super-heróis. Sua fama dura há gerações e compreende aos maiores heróis da Terra. Este esquadrão é a primeira linha de defesa da DC Comics, contra qualquer coisa que o universo possa jogar em nossa direção.

Devido a tanto tempo de existência, sua formação e popularidade oscilou, porém, seu legado continua mais fortemente presente. Não tanto no cinema, mas, felizmente, ela não vive apenas dos filmes. Em todas as outras mídias e, em especial nos quadrinhos, suas aventuras ainda encantam.

As histórias da Liga da Justiça são tão fascinantes que nem mesmo Stan Lee resistiu a elas quando passou um período na Casa das Lendas. No início dos anos 2000, a partir de um projeto idealizado por Michael Uslan, Lee reimaginou alguns dos principais personagens da editora. Assim, em parceria com outros artistas da casa, ele desenvolveu narrativas curtas para algumas dessas lendas.

Com isso, ele foi convidado pela DC Comics para reimaginar seus principais heróis em uma série de 13 quadrinhos chamada Stan Lee’s Just Imagine…, que contou com 12 edições e mostrou a versão do quadrinista para Superman, Batman, Mulher-Maravilha e outos grandes nomes da editora.

Além de dar seu toque pessoal, Lee fez uma brincadeira com suas criações e mudou o nome dos principais personagens para que nome e sobrenome começassem com a mesma letra, assim como fez com Peter Parker, Reed Richards e J. Jonah Jameson no universo Marvel. Então, Bruce Wayne, por exemplo, virou Wayne Williams.

Promoções Hotel Urbano - Pacotes pela metade do Preço
🚨 PACOTES PELA METADE DO PREÇO 🚨

No Brasil, a publicação chegou a ser lançada pela Abril, que não lançou todas as edições, somente a dos principais heróis e da Liga da Justiça.

De acordo com Lee, seu objetivo era homenagear os criadores originais dos heróis. Segundo ele, as histórias eram apenas um exercício de imaginação. Afinal, o mais difícil já havia sido feito. Ele sabia muito bem disso, pois co-criou vários heróis e vilões para a Marvel Comics.

Dessa forma, para encerrar nossa série especial do Just Imagine…, conheça agora um pouca da Liga da Justiça criada por Stan Lee e Michael Uslan, com artes de Jerry Ordway. Lembrando que você pode conferir as outras versões que o artista fez da Mulher MaravilhaSupermanBatmanLanterna VerdeAquaman Flash.

A Liga da Justiça criada por Stan Lee, Michael Uslan e Jerry Ordway

Ao longo de tantas décadas, a Liga da Justiça contou com formação diversa. No entanto, a constituição clássica ficou conhecida como os Sete Magníficos. Ou, melhor ainda, os Sete Originais, pelas mãos de Alex Ross.

Seus fundadores foram, Superman, Batman, Mulher Maravilha, Flash, Aquaman, Caçador de Marte e Lanterna Verde. Desses, cinco foram aproveitados na versão de Stan Lee.

Além da Trindade, a Liga da Justiça criado por Stan Lee, Michael Uslan e Jerry Ordway contava com Flash e Lanterna Verde. Apenas cinco integrantes, todos eles com sua respectiva edição especial já publicada.

Na história, os heróis precisam se unir para deter um homem chamado Reverendo Dominic Darrk. Ele pretende libertar um ser conhecido como Crise.

Seus planos vêm sendo executados desde antes de um policial de outro planeta chamado Super-Homem chegar à Terra, e de um prisioneiro erradamente condenado se tornar o vingador mascarado conhecido como Batman.

A HQ conta com a participação de personagens como Patrulha do Destino e Adam Strange.  

Reparem que sacada sensacional! Cortesia de John Cassaday, criador do personagem.

Eles são notificados por Adam Strange, filho de Darrk que não compactua com os planos do pai. O primeiro encontro entre eles não ocorre da melhor maneira possível. Superman e Batman se estranham um pouco e, para variar, a Mulher Maravilha precisa puxar os dois de volta para a realidade.

Eventualmente, a equipe encontra seu ritmo e trabalham juntos em prol do bem maior, se autodenominando Liga da Justiça.

Luminárias em até 12x s/juros
Luminárias em até 12x s/juros

Batman | morcego ganha seis novos encadernados em capa dura

Wow, a Panini fechará 2019 dando destaque para o Batman no ano em que o herói completou 80 anos de criação, e programou o lançamento de seis encadernados em capa dura estrelados pelo Cavaleiro das Trevas.

Todos eles já disponíveis em pré-venda na Amazon Brasil com frete grátis para usuários Prime.

São edições comemorativas, republicação de clássicos e materiais inéditos. Confira cada um deles abaixo:

O Coringa está morto. Disso, não temos dúvida. Mas foi o Cavaleiro das Trevas que finalmente partiu seu pescoço, ou outra força misteriosa de Gotham levou a vida do Palhaço do Crime? O problema é: nem mesmo o Batman tem certeza. E quando Bruce Wayne não pode confiar nem mesmo em sua mente, as coisas ficam ainda mais complexas. Título publicado pelo selo DC Black Label, voltado para um público mais adulto. Na época de seu lançamento, criou polêmica ao mostrar Bruce Wayne em nu frontal, cena que mais tarde foi censurada e modificada pela DC.

Em 1939, o mundo conheceu um novo super-herói, um ícone que viria a fazer parte da cultura mundial. Para comemorar os 80 anos da publicação de Detective Comics # 27 (1939), a DC Comics reuniu os maiores nomes dos quadrinhos da atualidade para darem sua contribuição nesse marco da nona arte, incluindo Neil Adams, Warren Ellis, Brian M. Bendis, Jim Lee, Tom King, Kevin Smith, Geoff Jones e muitos mais. E ainda: a introdução do misterioso Arkham Knight ao Universo DC.

Fazem três anos desde que o Batman derrotou Lex Luthor e salvou o mundo da tirania. Três anos desde que o guardião de Gotham City foi visto vivo. Mulher-Maravilha, Rainha das Amazonas… Hal Jordan, o Lanterna Verde… Superman, o Homem de Aço… todos os aliados do Cavaleiro das Trevas recuaram da vanguarda da guerra contra a injustiça. mas agora uma nova guerra está começando. Um exército de poder inimaginável liderado pela filha do Superman está se preparando para reivindicar a Terra como seu novo mundo. A única força que poderia parar esta raça superior – Batman – está morta.

  • Batman – O Jardineiro (formato 17 x 26 cm, 304 páginas, capa dura, R$ 101,00), por Scott Snyder e Greg Capullo.

Bruce Wayne tem uma vida quase perfeita. Ele está apaixonado por uma mulher maravilhosa e trabalha ao lado dela em um dos centros juvenis de Gotham, ajudando jovens da cidade que ama. Sua memória anda confusa desde que quase perdeu a vida nas mãos do coringa, mas, ainda assim, ele segue confiante de que nunca esteve tão feliz. Mas seu esquecido passado o assombra, e uma nova ameaça pode exigir que o antigo protetor da cidade retorne, ainda que isso custe ao ex-cavaleiro das trevas sua paz. A edição reúne as últimas histórias do Cavaleiro das Trevas pela dupla Snyder e Capullo na fase Novos 52.

Você nunca viu as ruas de Gotham City assim. Trazendo o mesmo sabor neo-noir e o realismo sombrio que distinguiram seu trabalho em 100 Balas, o artista Eduardo Risso, com a escrita de seu frequente parceiro criativo Brian Azzarello, reúne histórias brutais do Batman. Risso e suas representações dramáticas do Cruzado Encapuzado tiram o protetor de Gotham das sombras e o mergulham em uma deslumbrante narrativa em preto e branco, enfrentando clássicos vilões como Coringa, Pinguim e Crocodilo de uma maneira nunca antes vista.

Uma série de assassinatos ocorridos em datas festivas e sempre relacionados ao submundo dos gângsteres de Gotham City, trazendo de volta personagens como Carmine Falcone – o Romano -, Harvey Dent, James Gordon, Mulher-Gato e muitos outros. Acompanhe a gênese do Duas-Caras, a evolução da amizade entre Gordon e o Cavaleiro das Trevas e a relação entre a Mulher-Gato e Batman. Um clássico da DC em novo formato preto e branco.

Luminárias em até 12x s/juros
Luminárias em até 12x s/juros

Liga da Justiça | Burger King convida fãs para experiência em Parque de Trampolins

Wow, para divulgar os novos brindes, clientes que comprarem o King Jr do Burger King no dia 15 poderão brincar no parque Urban Motion SP de graça. Confira.

Para viver uma aventura por um dia como os heróis e vilões da Liga da Justiça, no domingo, (15), os consumidores que comprarem um King Jr. no Morumbi Town Shopping poderão brincar em uma piscina de espuma, desafiar-se no parkuor (transposição de obstáculos) de dois níveis, participar de uma batalha de cotonetes e do circuito ninja. Tudo isso em camas elásticas.

Sobre a Ação

A dinâmica da experiência funcionará da seguinte forma: o consumidor que apresentar o cupom fiscal da compra de um King Jr do Burger King do Shopping Morumbi Town, poderá aproveitar todo o complexo do Urban Motion por 1h.

O cupom é válido para os 180 primeiros ou até o horário de término da ação, o que ocorrer primeiro. Lembrando que o número de pessoas que podem participar é compatível ao número da compra do combo de King Jr.

A idade mínima para participar é de três anos. Menor de idade só poderá participar acompanhado de um adulto com o documento de identificação. O espaço está sujeito a limitação de pessoa e não será necessário cadastro prévio; a participação será mediante de demanda.

  • Serviço | Entrada Gratuita no Urban Motion
  • Data: 15 de setembro (domingo)
  • Horário: das 14h às 20h
  • Shopping: Morumbi Town – Av. Giovanni Gronchi, 5930 – Vila Andrade, São Paulo – SP Restaurante: Burger King: 1º Piso
  • Urban Motion: 1º Piso

Brindes dos Personagens

A ação tem como objetivo divulgar os novos brindes que acompanham o King Jr., combo infantil do Burger King, em parceria com a Warner Bros. Consumer Products.

São oito opções entre heróis e vilões da DC, cada um com uma funcionalidade diferente inspirados na Liga da Justiça: O Flash na velocidade relâmpago, Coringa e sua risadinha divertida, Batman com batarang, Bat-sinal da Batgirl, Mulher-Maravilha com laço da verdade, Superman com visão de calor, Mulher Gato e seu pulo-do-gato e Arlequina e suas multi-faces.

*O cupom é válido para os 180 primeiros ou até o horário de término da ação, o que ocorrer primeiro. Lembrando que o número de pessoas que podem participar é compatível ao número da compra do combo de King Jr.*A idade mínima para participar é de três anos. Menor de idade só poderá participar acompanhado de um adulto com o documento de identificação.
* O espaço está sujeito a limitação de pessoas.
*Não será necessário cadastro prévio; a participação será mediante de demanda.
* Confira as demais regras e restrições no local do evento.

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Luminárias em até 12x

08 Mitos que deram origem a super-heróis da Marvel e da DC

Wow, Superman e Hulk tem muito em comum com a Mitologia Grega

Quem nunca sonhou em ter superpoderes? É uma fantasia tão antiga quanto a própria humanidade.

Super-heróis já existiam muito antes de histórias em quadrinhos os popularizarem e do cinema transformar figuras como Homem-Aranha, Super-Homem e Mulher-Maravilha em máquinas de fazer dinheiro.

Milhares de anos atrás, gregos, romanos, nórdicos, indígenas americanos e centenas de outras culturas já criavam seus heróis com poderes sobre-humanos.

Na verdade, muitos de nossos super-heróis contemporâneos, suas características e habilidades foram inspirados nesses personagens clássicos e, em alguns casos, foram copiados diretamente, como o Thor, da Marvel.

Descubras os superpoderes míticos que deram o caminho das pedras à Marvel e à DC:

1. Força sobre-humana (como o Hulk)

O herói Hércules é a estrela de histórias em quadrinhos da Marvel e de um personagem com o mesmo nome em um desenho animado da Disney, mas a lenda do Hércules na verdade tem milhares de anos.

Rebatizado pelos romanos, originalmente ele era um semi-deus da antiga Grécia chamado Héracles.

Filho de Zeus com a bela mortal Alcmene, ele nasceu com força e energia sobre-humanas.

Entre outros feitos notáveis, Héracles/Hércules completou 12 missões impossíveis, matou diversos monstros, segurou o firmamento por um tempo (para dar um descanso a Atlas), ganhou todas as categorias nos primeiros Jogos Olímpicos e até lutou e derrotou a própria Morte.

2. Uma fraqueza fatal (como a kryptonita para o Super-Homem)

Hércules, da mitologia grega, tinha força sobrehumana muito antes do Hulk
Hércules, da mitologia grega, tinha força sobrehumana muito antes do Hulk

Filho do rei grego Peleus e da ninfa do mar Thetis, Aquiles era a estrela de sua geração… Mas todo super-herói tem que ter uma fraqueza, senão qual a graça?

O Super-Homem tem a kryptonita, o Wolverine tem a espada Murasama e a Mulher/Maravilha original perdia todos os poderes se… tivesse os braceletes amarrados juntos por um homem (lembrando que sua primeira aparição foi em 1941).

Aquiles foi o herói da Guerra de Tróia e o maior dos guerreiros da mitologia grega, mas ele também tinha uma fraqueza simples. Sim, era o seu calcanhar.

Quando bebê, uma profecia preveu que ele morreria jovem.

Com medo da profecia, sua mãe foi até o submundo para mergulhar o filho no rio Estige, que dava poderes de invulnerabilidade. Mas como ela o segurou pelo calcanhar, essa parte de seu corpo ficou seca.

Em algumas das versões da lenda de Aquiles, ele é morto por uma flecha que atinge seu calcanhar – embora isso não aconteça na Ilíada, a principal fonte de sua história.

Foi essa lenda que deu origem à expressão “calcanhar de Aquiles”, que significa um ponto de fraqueza em alguém que em geral é forte.

3. Inteligência e esperteza (como o Batman)

Odisseu é o lendário rei de Ítica, mais conhecido como o herói da Odisséia – que conta a história da viagem de dez anos do herói de volta para casa depois da Guerra de Tróia.

Odisseu enfrenta muitos desafios e problemas no caminho, mas assim como Batman, ele vence os adversários usando sua esperteza e inteligência.

Quando ele é capturado pelo ciclope Polifemo, um gigante de um olho só que engole vários de seus homens, Odisseu diz a Polifemo que seu nome é “ninguém”, depois convence o gigante a beber até cair e o cega usando um espeto de madeira. Polifemo grita de dor, mas quando os outros cíclopes perguntam o que aconteceu, ele responde “ninguém me cegou!”

Seu amigos pensam que ele está louco, e Odisseu e sua tripulação conseguem escapar.

4. Mágica (como a Feiticeira Escarlate)

circe

Muitos dos super-heróis modernos tem superpoderes derivados da magia.

No universo cinematográfico da Marvel, a Feiticeira Escarlate controla a magia do caos e manipula probabilidades, e o doutor Estranho aprende as artes místicas quando suas mãos são feridas gravemente em um acidente.

Nos quadrinhos, a heroína Mística, dos X-Men, pode ler as emoções de seus inimigos e manipular sombras para atacá-los (além de poder se transformar em qualquer pessoa).

Mas muito antes desses personagens, havia Circe, a deusa da feitiçaria mais poderosa da mitologia grega.

Circe tinha habilidade de transfiguração e ilusionismo, e foi exilada para um ilha mítica com muitas ninfas de companhia.

Através de seu profundo conhecimento de poções e ervas e com o uso de seu cajado mágico, ela transformava seus inimigos – ou qualquer pessoa de quem não gostasse – em monstros e animais.

Foi assim que transformou a bela ninfa Cila em uma criatura de seis cabeças e doze tentáculos que devorava marinheiros.

E quando Odisseu visitou sua ilha, Circe não pensou duas vezes antes de transformar sua tripulação em porcos.

5. Mulheres guerreiras (como a Mulher-Maravilha)

Amazonas e gregos em uma luta épica
Amazonas e gregos em uma luta épica

Na mitologia grega, as Amazonas são uma tribo de mulheres guerreiras fortes, habilidosas e corajosas – que lutavam de igual para igual com guerreiros homens.

As Amazonas são a inspiração para a princesa Diana de Themyscira, a Mulher-Maravilha, da DC.

Nas primeiras histórias de origem da heroína , ela foi esculpida por sua mãe, a Rainha Hipólita, e abençoada com habilidades e poderes dos deuses gregos.

Mas nas versões mais recentes a DC mudou sua história para que ela fosse filha de Deus.

Então, agora ela não só descende de uma linha de Amazonas poderosas como é uma semi-deusa.

6. Identidade secreta (como o Super-Homem)

A imagem de Eros mudou muito ao longo dos séculos

O deus romano Cupido – conhecido como Eros para os gregos antigos – é uma das divindades mais reconhecíveis da antiguidade clássica.

Assim como muitos heróis famosos, Cupido mantinha suas habilidades supernaturais (e suas asas) em segredo de sua própria mulher, Psiquê. Ele saía cedo de casa e quando voltava, à noite, insistia que as luzes estivessem apagadas quando ele entrava no quarto dela – simples.

Sua imagem na Grécia do período clássico não era a de um anjinho gordinho com cara de menino, mas de um jovem esbelto e sensual. Sua representação começou a mudar no período helenístico, que começou depois de 323 d.C.

7. Invisibilidade (como a Mulher Invisível, do Quarteto Fantástico)

Perseu usou seu escudo e o elmo de Hades
Perseu usou seu escudo e o elmo de Hades

A invisibilidade é outra habilidade de heróis, como a Mulher Invisível, do Quarteto Fantástico.

Assim como ela, o semi-deus Perseu usou a invisibilidade para enganar a Medusa, uma górgona (monstro grego de aspecto feminino).

Ele foi enviado para trazer sua cabeça, mas era uma tarefa quase impossível, já que o olhar da besta transformava as pessoas em pedra.

Ele então se armou com o elmo de Hades, que conferia invisibilidade a quem o usasse, e se aproximou do covil da Medusa enquanto ela dormia.

Olhando-a através do reflexo de seu escudo, ele conseguiu se aproximar dela e cortar-lhe a cabeça.

E com o elmo que o tornava invisível, escapou das duas outras górgonas que o perseguiram (e que ele não podia matar, porque eram imortais).

8. O martelo poderoso… E tudo mais (como Thor)

Fique longe desse martelo
Fique longe desse martelo

Controlar o tempo e as condições meteorológicas e usá-las para vencer na batalha também é um clássico em histórias de heróis.

Na mitologia nórdica, Thor é o Deus do Trovão – associação com trovões, raios, tempestades, carvalhos e força.

Ele era dono do martelo mágico Mjölnir, que lhe dava o poder de voar e manipular o tempo para cumprir seu principal propósito: a proteção da humanidade.

Seu homônimo da Marvel, Thor Odinson, é baseado justamente nessa divindade mitológica nórdica – e as semelhanças entre eles não são mera coincidência.

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Fonte

Alex Ross: O Hiper-Realismo nas Histórias em Quadrinhos

Wow, confira um dos maiores desenhistas da DC e Marvel

Um dos principais atrativos das histórias em quadrinhos são suas ilustrações. Cada artista traz sua visão e estilo, o que torna o material ainda mais valioso.

Com sua arte, o norte-americano Alex Ross revolucionou o mundo da nona arte com seu magnífico trabalho na Marvel e Dc comics (confesso que sou fã de carteirinha). Ele transpôs os personagens de formas mais realistas como se fossem fotografias sempre mantendo o visual e as estéticas clássicas e místicas dos personagens.

O artista plástico Alex Ross mudou todo o conceito das histórias em quadrinhos com seus desenhos hiper realistas os transformando em verdadeiras obras de arte.

O seu trabalho obteve reconhecimento e foi imortalizado através da parceria que fez com o genial escritor de estórias em quadrinhos Paul Dini, em edições comemorativas em formato de livros ilustrados dos 60 anos dos personagens Superman, Batman, Mulher Maravilha e Shazam.

As estórias de Paul Dini que faz severas críticas sociais e políticas baseadas nas utopias que estes super heróis tentam nos transmitir, os aproximam de nossas realidades fazendo com que a arte de Alex Ross se misture também com nossas percepções e com o nosso mundo.

Superman no Rio de Janeiro: Hq Paz na Terra
Superman no Rio de Janeiro: Hq Paz na Terra

Em seguida, eu voo para o sul, para países onde quase não existe meio-termo entre a riqueza e a pobreza. A grande cidade abaixo é um bom exemplo deste abismo.

Superman: Paz na Terra

Tento imaginar o que teria sido minha vida como uma criança pobre de rua, sem família, sem ninguém para cuidar de mim. Privado de recursos, será que ainda teria tentado lutar de todas as formas contra o crime, ou teria voltado meu ódio para a sociedade como fazem tantos outros?

Batman: Guerra ao Crime.

O Reino do Amanhã

Uma de suas obras-primas como desenhista na DC Comics foi a minisérie em quatro partes O Reino do Amanhã juntamente com Mark Waid que roteirizou a estória. A obra conta a estória de um mundo distópico onde a população não confia mais nos super heróis e os heróis que conhecemos estão idosos ou mortos. Uma obra-prima de grande impacto e importância na cultura pop.

Marvels

A sua grande obra-prima na Marvel Comics foi a também minissérie em quatro partes Marvels roteirizada por Kurt Busiek. A obra épica conta a estória pelo o ponto de vista dos seres humanos comuns, de como os super heróis da Marvel se adaptam ao mundo recém apresentado à eles.

Uncle Sam

A obra mais polêmica em que trabalhou foi a ácida Uncle Sam, uma minisérie em duas partes lançada pelo o selo Vertigo, escrita pelo mestre da subversão nos quadrinhos Steve Darnall. A obra conta a estória do mendigo Sam que é perturbado por alucinações das injustiças praticadas pelos EUA contra outras nações e etnias durante a sua história, como por exemplo a escravização, as guerras indígenas e etc. Uma obra-prima sem igual na cultura pop.

Outros trabalhos de Alex Ross:

Fique por dentro:

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Luminárias Temáticas em 12x s/juros
Luminárias Temáticas em 12x s/juros

Crise nas Infinitas Terras | crossover das séries da DC promete ser épico

Wow, confira tudo que sabemos sobre o mega encontro do Arrowverso

O ‘Arrowverse’ nunca mais será o mesmo. Ao final do Crossover de 2018 a DC já havia anunciado que o próximo seria a ‘Crise nas Infinitas Terras’. Programado para o dezembro de 2019, o crossover pretende adaptar um dos maiores arcos das HQs. Preparando terreno, os finais das atuais temporadas de Arrow e The Flash ajudaram a orientar seus personagens na direção dessa trama, já trazendo consequências trágicas para ambas.

Nas HQs ‘Crise nas Infinitas Terras’ consiste na união de vários heróis para enfrentar um vilão que deseja destruir todas as Terras do Multiverso. No crossover de 2018, Monitor (LaMonica Garrett) surgiu testando heróis em várias terras antes da chegada de tal ameaça.

Vem todo mundo: a Crise terá 5 horas de duração

O crossover do Arrowverso incluirá as cinco séries da DC na CW: Arrow, Flash, Supergirl, Batwoman e Legends of Tomorrow. Portanto, terá uma duração épica, sem precedentes na história da TV americana.

Crise nas Infinitas Terras terá 5 horas de duração. Será maior, por exemplo, que Vingadores: Ultimato, que tem 3 horas.

Este será o maior e mais complicado crossover de todos os tempos.

Disse o presidente da CW Mark Pedowitz

O presidente revelou que o especial será dividido em duas etapas: os três primeiros episódios vão ao ar em dezembro de 2019, e os dois capítulos finais no inicio de 2020, depois da pausa da virada do ano.

Primeira imagem oficial

Durante a apresentação da temporada 2019-2020 da CW foi divulgada a primeira imagem de Crise nas Infinitas Terras.

Na arte, podemos ver diversos heróis da CW unidos e um cenário destruído.

[Cuidado] Falamos sobre a season finale de Arrow e The Flash

Finais das temporadas de Arrow e The Flash preparam terreno

Ok, The Flash e Arrow tem seus problemas, mas os primeiros e últimos episódios historicamente são bem acima da média. Essa temporada não foi diferente.

Particularmente fiquei muito feliz com a série do Arqueiro. Depois de algumas temporadas muito rasas, finalmente fizeram algo diferente e interessante. A primeira parte da temporada no estilo Prison Break foi ótima, e a segunda teve momentos surpreendentes (a sacada de mudar o paralelo com o passado pelo futuro com os filhos do Oliver e Felicity foram ótimos).

Vamos (tentar) listar os recentes acontecimentos do ‘Arrowverse’ que fazem menção ao Crossover numa ordem cronológica:

  • Filha de Barry e Iris (Candice Patton), Nora/XS (Jessica Parker Kennedy) voltou no tempo para impedir o desaparecimento do herói na crise — algo já citado desde o piloto de The Flash.
  • Num futuro sem o apoio do pai velocista, a jovem acabou sendo manipulada por Eobard Thawne/Flash Reverso (Tom Cavanagh) a construir uma nova linha do tempo.
Aquele vilão que você

Tragicamente, o final da 5ª temporada mostrou que essa mudança culmina na morte heroica de XS, que aceita as consequências de mexer com o tempo ao destruir a perigosa adaga de Cicada (Sarah Carter). A partir deste ponto, o destino mudou de tal forma que a ‘Crise nas Infinitas Terras’ foi antecipada de 2024 para 2019, como mostra o jornal de Gideon.

  • E se Barry realmente desaparece nessa luta, não dá tempo para Nora nascer, o que provoca sua existência sendo apagada. Logo, o possível retorno de alguma versão da jovem (talvez finalmente tendo um irmão gêmeo como nas HQs?) segue incerto, dependendo do destino de Flash nessa luta.
  • Outro empecilho que abre espaço para tal arco é a fuga do Flash Reverso, já que era a arma de Cicada que garantia sua prisão em 2049, no futuro conhecido por Nora. Assim, o vilão está livre para brigar com Barry na ‘Crise nas Infinitas Terras’, cujo desaparecimento acontece numa “explosão de luz” durante o confronto com Thawne, como aponta o jornal de Gideon.
  • Estamos diante de uma linha temporal diferente daquela contada do piloto, e até mesmo do futuro conhecido em 2049, mas parece que tal aspecto não mudou. Tanto que Eobard fala “até a próxima crise, Flash” no recente episódio.
  • Algo que não deve mudar é o visual da guerra. Nas HQs e em ‘Elseworlds’, raios vermelhos apontavam o surgimento dos problemas para o multiverso. Quando The Flash apresenta a origem de Nora no futuro, ela encontra um vídeo gravado por seu pai, no meio de uma batalha com essas características, sabendo que precisará se sacrificar em breve. Ao fundo da mensagem, ainda é possível ouvir gritos de Oliver, antes do final abrupto da gravação. Com a “morte” da filha, a existência de tal vídeo também deve ter sido apagada.

Mudando o disco para falar do Arqueiro Verde: o final de Arrow também citou de forma surpreendente ‘Crise nas Infinitas Terras’:

  • Dando um salto no tempo de alguns meses em relação às outras séries do ‘Arrowverse’, a trama mostra Oliver e Felicity (Emily Bett Rickards) num esconderijo, após o nascimento de sua filha, Mia (Katherine McNamara).
  • Até que Monitor retorna para colher o combinado. Foi confirmado que o arqueiro trocou sua vida por Barry e Kara, se comprometendo a ajudar tal poderoso personagem a salvar o multiverso.
  • Monitor afirma que o vigilante irá morrer em tal batalha, mas terá papel fundamental nela. Isso explica como o protagonista nunca aparecia nos flashforwards na sua série.
  • Por sua vez, Arrow ainda mostrou Felicity se despedindo de Mia e William em 2040, após visitar o túmulo de Oliver.
  • Em seguida, ela encontra novamente com o Monitor, que avisa que ela não poderá voltar de onde irá levá-la. A loira declara que está pronta, dando a entender que irá reencontrar o marido. Lembrando que Emily Bett Rickards não volta para o elenco regular da próxima temporada, então esse é basicamente o “final feliz” de sua personagem.

Que comecem as teorias

  • Se Felicity será capaz de se juntar novamente à Oliver, isso significa que ele não está morto (no sentido mais comum da palavra)?
  • Afinal, o Monitor tem acesso à algum tipo de vida pós-morte?
  • Além disso, seria bem anticlimático revelar o grande sacrifício do crossover tão divulgado pela emissora, meses antes de sua exibição nas telinhas.
  • A CW está escondendo algo… 
  • Como Arrow está caminhando para sua última temporada e os flashforwards garantiram sua “morte” para os moradores de Star City, a jornada de Oliver Queen será encerrada no crossover. Por outro lado, dificilmente Barry e Kara vão morrer, como acontece nas HQs já que a CW não deseja perder outras duas grandes séries.

O Fim do Multiverso

É possível que o ‘Arrowverse’ mude drasticamente após a crise. Tal arco surgiu para terminar com o multiverso nas HQs, então fica a dúvida se o mesmo acontecerá nas telinhas.

Se unificarem o multiverso existe uma grande chance de finalmente apresentarem a Liga da Justiça nas séries.

Na prática? Supergirl finalmente ia morar no mesmo mundo de Arqueiro Verde, Flash, Batwoman. Sem falar que essa seria a chance de finalmente explicarem em que diabos de planeta vive Raio Negro (Cress Williams)!

No Brasil, as temporadas de Arrow e The Flash chegarão ao fim em 26 de maio, através da Warner. No mesmo canal, a atual leva de Supergirl será encerrada em 2 de junho.

Fique por dentro:

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X