Xbox Brasil estimula doação de alimentos em campanha

Wow, Doação de 5 Kg de alimentos não perecíveis pode se transformar em ingresso VIP para a BGS 2019 e um mês de Xbox Game Pass Ultimate

A Xbox Brasil lançou a quarta edição da campanha ‘’Doar está no sangue’’. Com a parceria da BGS, Bandai Namco, Konami, Ubisoft, Brasil Game Show e ONG Amigos do Bem, a ação desse ano será doações de alimentos.

O objetivo é estimular gamers a se mobilizarem pela causa social. Os participantes terão a oportunidade de ganhar um ingresso para o estande do Xbox no dia 9 de outubro, na BGS.

A campanha começou nesta quarta-feira, (18), e segue até o último domingo, (29), do mês. Para fazer a doação, basta acessar o site, doar o equivalente a 5kg, e se apresentar pessoalmente com o comprovante em um local que será determinado.

As 300 primeiras pessoas que se apresentarem com o comprovante no local, receberão um kit com um ingresso VIP para a BGS. E os 700 primeiros participantes que resgatarem um código no site, receberão um código com um mês de Xbox Game Pass Ultimate.

Segundo Bruno Motta, gerente sênior do Xbox no Brasil, “a comunidade de games do Brasil é uma das mais apaixonadas de todo o mundo e acreditamos no seu poder de transformar a sociedade fazendo o bem. A quarta edição da campanha Gamer Blood representa esse comprometimento de toda a comunidade Xbox, de transformar a diversão em algo positivo para o próximo, além de representar a missão da Microsoft de empoderar cada pessoa e cada organização do planeta a conquistar mais”.

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Anúncio Viraliza - Artes Digitais
Comece a vender pela internet com a ajuda da Viraliza

GTA V | Dubladores estarão na Brasil Game Show 2019

Wow, a BGS está chegando 😉

Depois de causarem pelas ruas de Los Santos, os protagonistas de GTA V já têm um novo destino: a Brasil Game Show. Entre 11 e 13 de outubro, os atoresS teven Ogg, Shawn “Solo” Darnell Fonteno e Ned Luke estarão na maior feira de games da América Latina para interagir com os fãs, compartilhar experiências do período de produção do jogo e receber homenagens no Wall of Fame da BGS.

O trio que deu vida e voz aos icônicos personagens Trevor Phillipis, Franklin Clinton e Michael de Santa terá uma agenda cheia de atividades que inclui presença na abertura do evento, sessões de meet & greet, participação como jurados de concursos de cosplay e painel no BGS Talk. A 12ª edição da Brasil Game ShowBrasil Game Show acontece entre 9 e 13 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo/SP.

Lançado em 2013, GTA V é o mais recente jogo da série de ação e aventura que retrata o cotidiano de criminosos e gangues de cidades fictícias. O game foi um dos produtos de entretenimento mais vendidos no mundo e quebrou sete recordes mundiais no seu lançamento, como arrecadar US$1 bilhão no menor tempo, em apenas três dias, título com maior arrecadação em 24 horas (US$ 815 milhões) e trailer mais assistido entre jogos do seu gênero.

Relembre o trailer:

Animado com a participação na Brasil Game Show, o trio deixou um recado para os fãs brasileiros ao melhor estilo GTA V. “Estamos chegando! Já faz seis anos que tentamos ir ver vocês e agora isso finalmente vai acontecer! Estamos muito empolgados!”, disse Ned Luke. Confira abaixo:

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Luminárias em até 12x s/juros
Luminárias em até 12x s/juros

PlayStation 5 aparece em comparativo com PS4 Pro

Wow, menos de 1 segundo de loading contra 8 do PS4 Pro

Em abril, a Sony revelou oficialmente os primeiros detalhes do PlayStation 5, e um dos principais destaques listados na matéria exclusiva da revista Wired foi o tempo de loading da nova plataforma.

Em uma apresentação conduzida pela empresa, pudemos ver como ele se compara ao PlayStation 4 em questão de tempo de loading:

A apresentação foi acompanhada por Takashi Mochizuki, repórter de tecnologia do The Wall Street Journal, que publicou um pequeno vídeo em seu Twitter pessoal. Nele, podemos ver que, enquanto o PlayStation 4 Pro leva 8,10 segundos para carregar uma área de Marvel’s Spider-Man, o novo PlayStation faz isso em somente 0.83 segundos — uma diferença brutal.

Mais detalhes do novo PlayStation deverão ser divulgados no futuro próximo, mas o que sabemos é que o console não será lançado até pelo menos abril de 2020.

Qualquer tempo e lugar, sem desconexões

No evento, o CEO da Sony, Kenichiro Yoshida, afirmou que a empresa está trabalhando duro para garantir um bom relacionamento com desenvolvedoras terceirizadas. Ele também afirmou que o conceito por trás do console pode ser resumido na frase “em qualquer tempo, em qualquer lugar, sem desconexões”, sinal de que os planos da companhia podem ser mais ambiciosos do que esperávamos.

Retrocompatibilidade e mais

Como o próprio Spider-Man também mostra, o dispositivo contará com retrocompatibilidade e vai conseguir rodar os jogos do PS4. Segundo um slide publicado por Mochizuki no Twitter, a empresa ainda possui planos para o seu console atual, que servirá como um produto de entrada durante os próximos três anos, visando construir uma base maior de consumidores fieis para a marca PlayStation.

Fique por dentro:

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Notre Dame será reconstruída com a ajuda de Assassin’s Creed Unity

Wow, Ubisoft passou dois anos recriando a catedral de forma fiel

Uma das franquias mais famosas do mercado dos games (e uma das nossas favoritas) pode ajudar os franceses a reconstruir a Catedral de Notre-Dame, parcialmente destruída por um incêndio na tarde da última segunda-feira (15).

Os gráficos de Assassin’s Creed Unity serão utilizados para a reconstrução da Catedral de Notre-Dame, em Paris. O game recria com detalhes a famosa igreja, destruída parcialmente pelas chamas na última segunda-feira (15).

No game, o protagonista explora a catedral por dentro, mas também é capaz de escalar suas paredes pelo lado de fora. De acordo com a artista responsável pela recriação da Catedral de Notre-Dame no game, eles ficaram anos discutindo detalhes de sua estrutura.

No caso de Notre-Dame, facilmente a maior estrutura do jogo, significava recriar uma versão da catedral que na verdade não existia na época. A artista Caroline Miousse se debruçou sobre fotos para acertar na arquitetura, e trabalhou com artistas de textura para se certificar de que cada tijolo fosse como deveria ser. Ela até tinha historiadores para ajudá-la a descobrir as pinturas exatas que estavam penduradas nas paredes.

Descreveu o The Verge em reportagem de 2014.

Assassin’s Creed Unity foi originalmente lançado em 2014 e está disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC.

Um modelo da catedral criado com scanners a laser pelo historiador de arte Andrew Tallon também será utilizado na reconstrução. “As fotografias panorâmicas são incrivelmente realistas e precisas. Em Notre-Dame, Tallon fez varreduras de mais de 50 locais dentro e ao redor da catedral – coletando mais de um bilhão de pontos de dados”, explicou uma reportagem do National Geographic.

Depois do incêndio

De acordo com os bombeiros franceses, a “flecha”, torre mais alta da Catedral de Notre-Dame, desmoronou, mas a estrutura do prédio foi salva. O fogo começou por volta das 18h50 em Paris (13h50 em Brasília) e foi declarado sob controle apenas às 3h da manhã (22 horas em Brasília), embora o trabalho de rescaldo e observação continuassem.

O presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou em discurso na televisão que a catedral será reconstruída em até cinco anos e que ela será “ainda mais bonita”. A Catedral de Notre-Dame é considerado um dos maiores símbolos da capital francesa.

Mobilização para financiar a reconstrução da catedral

Jogo oferece uma espécie de modelo tridimensional interativo da estrutura

O francês Bernard Arnault anunciou nesta terça-feira (16) que ele e seu grupo LVMH, especializado em produtos de luxo, doarão 200 milhões de euros para a obra. Outros 200 milhões de euros foram prometidos pela família Bettencourt Meyers, sócia da L’Oreal. O dinheiro foi ofertado depois que a Kering, grupo de moda fundado pelo bilionário francês, François Pinault, anunciou a doação de 100 milhões de euros. Patrick Pouyanne, diretor-executivo da empresa de energia Total, também garantiu que fará uma contribuição de 100 milhões de euros para a reconstrução.

Já a cidade de Paris fará um aporte de 50 milhões de euros, disse a prefeita Anne Hidalgo. A região de Ile-de-France, que inclui Paris e seus arredores, prometeu 10 milhões de euros. Para a rádio France Info, o diretor do grupo Charlois, maior fornecedora de carvalho da França, prometeu os melhores materiais para reconstruir a complexa armação de madeira. Para a obra, serão necessárias a compra de madeiras raras.

A Unesco, que incluiu em 1991 a Catedral de Notre-Dame em sua lista de patrimônios da humanidade, também declarou que vai trabalhar com o governo para restaurar o espaço. “Já estamos em contato com especialistas e preparados para enviar uma missão urgente para avaliar os danos, salvar o que pode ser salvo e começar a tomar medidas para o curto e médio prazo”, disse a secretária-geral da agência da ONU, Audrey Azoulay.

A restauração deve custar centenas de milhões de euros. Só a obra que estava sendo realizada no edifício (e que é apontada como a causa do incêndio) custou 11 milhões de euros.

Reconstrução em cinco anos

Na terça-feira (16), o presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou que a catedral de Notre-Dame será reconstruída em cinco anos. Desde o incêndio, doações anunciadas por companhias francesas e milionárias para financiar sua reconstrução já ultrapassaram os 600 milhões de euros (R$ 2,6 bilhões).

Mais de 400 bombeiros impediram o colapso total da igreja, que começou a ser construída no século 12 e sobreviveu a guerras, a revoluções, à ação do tempo e ao ingresso de 13 milhões de turistas por ano. Uma investigação preliminar indica que o fogo começou de maneira acidental na catedral mais visitada do mundo.

Diante das chamas, os parisienses se reuniram nas margens do Rio Sena e sobre pontes para assistir, incrédulos, às chamas consumirem a catedral. Parte deles entoou a Ave Maria. Muitos choravam, enquanto o fogo se espalhava pelo prédio, que começou a ser construído em 1163 e foi concluído em 1345.

Fique por dentro:

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Plurex Mídia em ônibus

Marvel VS. DC | Ed Boon de Mortal Kombat gostaria de criar o jogo

Wow, seria incrível. Sim, ou claro?

Em um entrevista dada à GameInformer, Ed Boon revelou detalhes do seu mais novo jogo, o Mortal Kombat 11 e quando lhe perguntaram se ele já entrou em contato com a Marvel sobre fazer um crossover ele disse que
gostaria gostaria de criar um game de luta da Marvel, mas que preferiria um crossover entre Marvel e DC Comics

Houve um tempo em que os games decrossovers (jogos que misturam personagens de universos diferentes) faziam muito sucesso entre os jogos de luta.

Nós adoraríamos fazer um game de luta para a Marvel ou um ‘Marvel Vs. Dc’, que seria mais legal ainda

Ed Boon, o co-criador de Mortal Kombat

Já tivemos X-Man Vs Street Fighter, SNK Vs Capcom, Tatsunoko vs. Capcom e por aí vai.

Na geração do Playstation 3 e Xbox 360, a NetherRealm Studios, empresa de Ed Boon, criador de Mortal Kombat, lançou em 2008 o jogo Mortal Kombat vs. DC Universe, o primeiro game de luta a fazer um crossover entre os personagens destes dois universos.

O jogo dividiu opiniões, mas obteve um relativo sucesso na época, o que levou à DC Comics contratar a NetherRealms Studios para desenvolver o jogo de luta Injustice Gods Among Us, que conta apenas com personagens da DC.

Será que um dia ainda veremos um Marvel VS. DC Comics feito pela NetherRealms Studios? Com certeza seria um jogo com um imenso potencial.

Dificilmente este jogo existirá, mas é importante lembrar que ninguém no mundo poderia ter antecipado que Mortal Kombat vs. DC Universe existiria. Se você quer ver este jogo acontecer, mantenha-se otimista.

Mortal Kombat 11 será lançado para PS4, Xbox One, Nintendo ]e PC em 23 de abril.

Fique por dentro:

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebook, twitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Confira nossos Colecionáveis

Pesquisa de Oxford: Violência juvenil não pode ser associada a games

Wow, estudo não encontra relação entre agressividade e games violentos

Na última quarta-feira (13), dois jovens invadiram uma escola em Suzano, na Grande São Paulo, e atacaram alunos e funcionários. O massacre resultou em oito mortes (sem contar os assassinos, também mortos) e deixou ao menos 11 pessoas feridas. A comoção em torno do caso foi imediata e trouxe consigo um discurso recorrente em casos como esse: o do videogame como vetor da violência.

Pesquisadores da Oxford Internet Institute, da Universidade de Oxford, não encontraram nenhuma relação entre comportamento agressivo em adolescentes e games violentos.

O estudo usou dados nacionalmente representativos de adolescentes britânicos e seus pais, juntamente com avaliações oficiais da UE e dos EUA sobre violência em jogos. Os resultados foram publicados na Royal Society Open Science .

Stadia: Google lança a Netflix dos Games

Por que o videogame está sempre levando a culpa?

“A ideia de que videogames violentos geram agressão no mundo real é popular, mas não foi testada muito bem com o tempo”, diz o pesquisador-chefe Andrew Przybylski, diretor de pesquisa do Oxford Internet Institute. “Apesar do interesse no assunto pelos pais e decisores políticos, a pesquisa não demonstrou que há motivo para preocupação.

O que diz a pesquisa

O estudo é um dos mais definitivos até o momento, usando uma combinação de dados subjetivos e objetivos para medir a agressão e a violência entre adolescentes em jogos. Ao contrário de pesquisas anteriores sobre o tema, que se baseavam em dados auto-relatados de adolescentes, o estudo utilizou informações de pais e responsáveis para avaliar o nível de comportamento agressivo de seus filhos. Além disso, o conteúdo dos videogames foi classificado usando o sistema de classificação oficial do Pan European Game Information e do Entertainment Software Rating Board, em vez de apenas as percepções do jogador quanto à quantidade de violência no jogo.

“Nossas descobertas sugerem que os vieses de pesquisadores podem ter influenciado estudos prévios sobre este tópico e distorceram nossa compreensão dos efeitos dos videogames”, diz Dr. Netta Weinstein, da Universidade de Cardiff. Um importante passo dado neste estudo foi o pré-registro, no qual os pesquisadores publicaram publicamente suas hipóteses, métodos e técnicas de análise antes de iniciar a pesquisa.

MAIS: 22 cenários de Filmes Clássicos encontrados por Artista ao redor do mundo

“Parte do problema da pesquisa tecnológica é que existem muitas maneiras de analisar os mesmos dados, o que produzirá resultados diferentes. Um resultado escolhido por uma cereja pode adicionar peso indevido ao pânico moral que envolve os videogames. A abordagem do estudo registrado é uma proteção contra isso ”, diz Przybylski.

Eis um possível exemplo: um estudo do psicólogo Brad J. Bushman publicado em 2012 chegou a defender que jogos em primeira pessoa ajudam a melhorar a pontaria do jogador com armas na vida real. Mas Bushman teve que se retratar por esse estudo por conta de erros na aplicação dos métodos científicos.

Lançamentos-Action-Figures-Dragon-Ball-e-Boruto
Colecionáveis em até 12x s/juros

O buraco é mais embaixo

Em 2011, dias após o Massacre de Realengo, a TV Record exibiu uma reportagem insinuando que os jogos podem ter influenciado o atirador, Wellington Menezes de Oliveira, a cometer tamanha atrocidade — até uma hashtag foi criada na época em protesto: #gamerscontrar7.

Mas a Polícia Federal descobriu, meses depois, que o atirador foi incentivado por um chan (fórum anônimo) que promovia discursos e ações de ódio contra mulheres, negros, homossexuais, nordestinos e judeus.

Com relação ao massacre de Suzano, a polícia já investiga o envolvimento de Guilherme Taucci Monteiro e Luiz Henrique de Castro, os autores do atentado, em um chan chamado Dogolochan, na deep web. O fórum foi criado pelos mesmos responsáveis pelo grupo que recebeu Wellington.

Participantes desses fóruns podem até ter predileção por determinados jogos (ou filmes, músicas, etc.), mas não é isso que alimenta o seu radicalismo. Na raiz de tanto ódio costuma estar problemas sociais e psicológicos severos.

MAIS: Violência contra a mulher: Princesas da Disney não são poupadas em Campanha

Estudos mais aprofundados são necessários

Segundos os pesquisadores, a falta de correlação entre games e comportamentos violentos não significa que jogos não causem situações em que o consumidor fica zangado. Os autores também afirmam que estudos mais aprofundados devem ser realizados para determinar se ideias como “mídias sociais levam à depressão” e “o vício em tecnologia diminui a qualidade de vida” realmente são verdadeiras.

Os dados foram retirados de uma amostra nacionalmente representativa de jovens britânicos de 14 e 15 anos, e o mesmo número de seus cuidadores (totalizando 2.008 indivíduos). Os adolescentes completaram perguntas sobre sua personalidade e comportamento nos jogos durante o mês passado, enquanto os cuidadores completaram perguntas sobre os comportamentos agressivos recentes de seus filhos usando o amplamente utilizado Questionário sobre Pontos Fortes e Dificuldades. O conteúdo violento nos jogos jogados foi codificado com base em sua classificação no sistema de classificação oficial Pan European Game Information (PEGI) e Entertainment Software Rating Board (ESRB). Os resultados do estudo foram derivados de um estudo seguindo o Protocolo de Relatórios Registrados; o plano de amostragem do estudo e a abordagem estatística foram avaliados antes da coleta de dados.

MAIS: Allejo e Gomez: Lendas dos games foram inspirados em Bebeto e Romário

O artigo completo, “O engajamento violento em videogames não está associado ao comportamento agressivo dos adolescentes: evidências de um relatório registrado “, pode ser lido na Royal Society Open Science .

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebook, twitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Petição para Salsicha em Mortal Kombat 11 passa de 200 mil assinaturas

Wow, após contar com alguns lutadores convidados como Kratos, Freddy Krueger, Predador, Leatherface, Jason e Alien nos últimos games, um novo nome inusitado está sendo aclamado pelos fãs da franquia para integrar o elenco de Mortal Kombat 11: Salsicha, da série Scooby-Doo.

“Estamos pedindo para que a Warner Bros dê aos fãs o lutador que eles certamente precisam”, diz a publicação.

Com a dimensão que tomou, a brincadeira logo chegou aos ouvidos de Ed Boon, criador de Mortal Kombat, que postou um meme de Salsicha na transformação “Ultra Instinct Shaggy”, a forma de Goku em “Dragon Ball Super”, no Twitter. um meme que faz referência à forma de Goku em Dragon Ball Super que viralizou nos Estados Unidos. “Alto? Baixo? Meio? Agarrão? Eu vou misturar essa merd* em jogos de luta!”, escreveu Boon. Veja abaixo:

Toda essa “zoeira” — que pode se tornar realidade — começou quando o site WokenNews criou uma petição para que Salsicha fosse um personagem jogável no próximo game de luta da icônica franquia da NetherRealm. Até o momento, mais de 200 mil pessoas assinaram o baixo-assinado, que você também pode assinar bem aqui. Curiosidade: a meta inicial era de 75 mil assinaturas.

LEIA MAIS: MORTAL KOMBAT 11 – TUDO QUE SABEMOS DO JOGO.

Gostaria de ver Salsicha em Mortal Kombat 11? Como você imagina que seria seu fatality? Comente abaixo.

Mortal Kombat 11 será lançado para PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e PC em 23 de abril.

Aproveite Frete Grátis: https://www.nerdxoficial.com.br

%d blogueiros gostam disto: