Disney proíbe anúncios da Netflix em seus canais de TV

Wow, os canais de TV da gigante não poderão exibir comerciais dos concorrentes do serviço de streaming

Faltando um mês para o lançamento do Disney+, a Disney determinou que não irá exibir propagandas de serviços concorrentes em seus canais.

Pelo ponto de vista mercadológico, a justificativa da companhia é bastante coerente. Segundo eles, serviços como a Netflix não disponibilizam espaço para propagandas dentro de suas plataformas. Portanto, não há um benefício para ambas as partes.

LOGO DA DISNEY NA TIMES SQUARE, EM NOVA IORQUE
LOGO DA DISNEY NA TIMES SQUARE, EM NOVA IORQUE (FOTO: DREW ANGERER/GETTY IMAGES)

Segundo o Wall Street Journal, a empresa não cederá mais espaços publicitários para HBO MAX, Amazon Prime, Netflix e até a Apple TV+.

Com a decisão, os canais ABC e Freeform nos Estados Unidos, e outras emissoras adquiridas na compra da FOX, como FX e Hulu, não irão veicular nenhum tipo de ação das rivais. Apenas emissoras esportivas, como ESPN e FOX Sports continuarão com a programação normal.

Estaria a Disney complicando a vida da Netflix
Estaria a Disney complicando a vida da Netflix? (Fonte: Fortress of Solitude/Divulgação)

A Guerra está só começando…

Sem dúvidas, o serviço mais prejudicado com a decisão é a Netflix. Dessa maneira, a companhia perde um importante espaço de marketing para a divulgação do seu vasto catálogo de produções exclusivas.

Além disso, o Disney+ vai chegar ao mercado com um preço muito mais acessível: apenas 6,99 dólares. Apesar do catálogo mais enxuto, a plataforma terá marcas valiosas como atrativo. Por exemplo, as produções da Marvel e do universo Star Wars.

Bob Iger, atual CEO da casa do Mickey Mouse, já admitiu que o preço mais baixo e os conteúdos exclusivos de alta qualidade serão as estratégias para enfrentar a rival vermelha. Certamente, isso vai contribuir bastante para que ela conquiste novos usuários.

Lembrando que o Disney+ será lançado no dia 12 de novembro nos Estados Unidos. A previsão é de que a plataforma só chegue à América Latina no segundo semestre de 2020.

Fontes: Variety, Collider, ComicBook

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Luminárias em até 12x s/juros
Luminárias em até 12x s/juros

Inumanos | série ganhará reboot na série da Ms Marvel, diz rumor

Wow, a família real ganhará uma nova chance! E Dentinho também…

A Fase 4 do Universo Cinematográfico da Marvel trará muitas novidades para os fãs. Incluindo a estréia de Kamala Khan, a Ms. Marvel em live-action em uma série própria da Disney+. De acordo o Discussing Film, a Marvel Studios está se preparando para começar as filmagens em setembro de 2020.

E parece que teremos grandes surpresas: a Marvel não desistiu dos Inumanos. O grupo quase foi um dos filmes da Fase 3 do MCU, mas acabou virando uma série de apenas 8 episódios.

Verdade seja dita: não houveram muitos fracassos no Universo Cinematográfico da Marvel, mas…Inumanos (da ABC) definitivamente é um deles. A série de 2017 recebeu classificações e críticas tão ruins que foi cancelada já na primeira temporada.

Essa deve ter sido uma triste surpresa para a Marvel. Pois eles claramente tinham grandes planos para Raio Negro e companhia (o primeiro episódio criou altas expectativas e até passou no cinema em IMAX). O conceito da equipe tem papel proeminente em Agents of SHIELD.

Tremor de Agents of SHIELD é uma Inumana
Tremor – protagonista de Agents of SHIELD é uma Inumana

Mas o fato é que o We Got This Covered descobriu que a Marvel Studios planeja rebootar os Inumanos no MCU. E, desta vez, Kevin Feige e a Marvel Studios tirarão os personagens das mãos da Marvel Television. A intenção, segundo o site, é esperar até o fim de Agents of SHIELD. O que virá na sétima e última temporada.

Fontes afirmaram que a Família Real Inumana estará presente em Ms. Marvel da Disney+, que os personagens serão rebootados com “atores de renome” e aparecerão para participações especiais na série.

dentinho dos Inumanos
Dentinho dos Inumanos

Além disso, Dentinho, o bulldog gigante, terá um grande papel no show. Nas HQs, Medusa envia Dentinho para ficar de olho em Kamala Khan. Isso responde uma das perguntas que a série levantou ao ser anunciada (quanto a origem inumana da heroína).

Em outra fonte, o MCU Cosmic afirma que os Inumanos podem ganhar essa nova chance e que o reboot seguiria o plano original da Marvel: de lançar o grupo com um filme.

O site, porém, dá conta de que os personagens “não serão vistos logo”. A ideia é reintroduzir os heróis aos poucos até que os Celestiais e a Ms. Marvel já estiverem estabelecidos no MCU.

Como se sabe, os Celestiais devem aparecer em Os Eternos, que chega nos cinemas em 6 de novembro de 2020. 

Ms. Marvel foi anunciada na D23 Expo 2019 junto, junto com She-Hulk e Moon Knight (Cavaleiro da Lua).

A série dos Inumanos foi ao ar em 2017. A única temporada da produção pode ser ainda conferida na Netflix.

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Luminárias em até 12x s/juros
Luminárias em até 12x s/juros

Série da Ms Marvel anunciada na D23: conheça a personagem

Wow, heroína muçulmana vai ganhar série em live-action na Disney+

A Marvel notoriamente tem produzido seus Longas buscando trazer diversidade aos seus filmes. Levando em conta seus últimos filmes solo tivemos um representante negro (Pantera Negra), uma Mulher (Capitã Marvel) e em breve, um asiático (Shang Chi ). E ontem foram anunciados mais 3 séries na Disney Plus: Ms. Marvel, Mulher Hulk e Cavaleiro da Lua.

Segundo o Hollywood ReporterBisha K. Ali (Sex Education) vai escrever e será o showrunner.  O anúncio foi confirmado na D23. A heroína será apresentada na série do Disney+ e depois seguirá para os cinemas. 

Diversas HQs da personagem foram premiadas

Tendo isso em mente, nossa aposta para um filme a ser lançado na fase 4 do MCU será a Ms. Marvel.

Nas Hqs, Kamala Khan, de descendência paquistanesa, muçulmana, adolescente e inumana é uma das personagens mais interessantes dos quadrinhos dos últimos anos, não é à toa que é considerada a “nova Homem-Aranha”.

Link com Homem de Ferro (2008)

Quebrando padrões estéticos e culturais, ela nasceu em solo americano, depois que seus pais mudaram de Karachi, no Paquistão, para Jersey City, em Nova Jersey. Não me surpreenderia se encaixassem sua origem com a cena que o Tony salva uma família de terroristas em Homem de Ferro 1.

Miss Marvel e Capitã Marvel

A editora colocou a adolescente para assumir a identidade de Ms. Marvel depois que Carol conseguiu se transformar na Capitã Marvel.

Kamala tem Carol Danvers como ídolo e, quando é atingida pela nuvem de terrígeno, com seus poderes fora de controle, ela muda para a aparência da Capitã (sua grande inspiração). Após o filme da Capitã Marvel, nós, fãs sabiam que era questão de tempo até anunciarem sua inclusão no MCU.

Gente como a gente

O que faz dela tão querida é que, praticamente, pegaram um fã do mundo real e transportaram para os quadrinhos, quando uma das características principais da garota é sua fã-girlsisse em cima dos super-heróis que povoam seu planeta. A Ms Marvel é praticamente um reflexo dos fãs de quadrinhos atuais dentro das revistas. Ela própria é nerd e fã de quadrinhos e dos super-heróis que tanto ama.

Kamala escreve fanfics sobre os Vingadores e faz parte do fandom que shipa Spider-Marvel (Peter Parker e Carol Danvers) e, em uma das revistas que mostra Kamala pré-adolescente brincando bonecos dos heróis. Seu papel nos quadrinhos supera a representatividade de minorias e parte para espelhar os próprios leitores.

Recentemente, a inumana ajudou a criar o supergrupo Campeões, ao lado de Miles e do Hulk Amadeus Cho. A revista da Ms. Marvel constantemente fica na lista das mais vendidas da Marvel e recebeu o Hugo Awards de 2015 por melhor história ilustrada.

Dê sua opinião: E você? Quem gostaria de ver integrando o Universo Cinematográfico da Marvel? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Anúncio Viraliza - Artes Digitais
Comece a vender pela internet com a ajuda da Viraliza

Apple investe bilhões para programas de Streaming

Wow, mais uma tentando bater de frente com a Netflix e a Disney Plus

Pensando em impressionar com seu Streaming, a Apple investiu 6 bilhões para a produção de conteúdo original para o Apple TV+. Segundo o Financial Times, a empresa quer concorrer com as gigantes Amazon, Netflix, HBO e a Disney.

A companhia pode ter em seu catálogo original a série mais cara da história. O “The Morning Show”,  estrelada por Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Steve Carrell, deve custar cerca de US$ 300 milhões com as duas primeiras temporadas.

Vale lembrar que o valor é baixo comparado ao que Netflix e Disney devem investir em seus serviços. A atual líder deve gastar US$ 14 bilhões com produções em 2019, enquanto a empresa do Mickey planeja injetar US$ 24 bilhões no Disney+. Em março, a Disney gastou outros US$ 71 bilhões na compra da Fox para fortalecer suas plataforma. 

Serviço deve chegar em novembro nos EUA por US$ 10 mensais

The Morning Show

O Novo serviço de streaming da empresa, deverá  estrear nos EUA em novembro por US$ 9,99 mensais, diz uma reportagem da agência de notícias Bloomberg. Se confirmada a informação, a Apple esquentará ainda mais a guerra do streaming, pois entrará no mercado no mesmo mês em que a Disney lança o seu próprio serviço, o Disney+. 

A Apple ainda não anunciou oficialmente data e preço para o Apple TV+, mas o considera como pilar fundamental de sua nova estratégia de aposta em serviços: até 2020, a companhia espera ter receita de US$ 50 bilhões com serviços. A disputa com a Disney, porém, deverá ser intensa. Em abril, a gigante das produções anunciou que o Disney+ terá assinatura de US$ 7 – além disso, ela vai oferecer um pacote de US$ 13 com Disney+, ESPN+ e a plataforma de séries Hulu. 

Para tentar aumentar as chances de sucesso na empreitada, a Apple teria multiplicado por seis o orçamento dedicado ao Apple TV+. Segundo o jornal Financial Times, a companhia deverá investir US$ 6 bilhões no serviço, aumento de US$ 5 bilhões em relação ao valor divulgado dois anos atrás.

Estrelas de Hollywood já confirmadas

Estrelas de Hollywood já confirmadas

O serviço foi revelado com grande pompa em um evento na sede da companhia, em Cupertino, Califórnia: na apresentação, nomes como Steven Spielberg, Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Oprah Winfrey apresentaram produções audiovisuais que estão realizando para o TV+. 

Nomes como Jason Momoa e Kumail Nanjani também apareceram no evento, que misturou o Vale do Silício com Hollywood; Momoa, de Aquaman, fará uma série sobre pessoas que não podem enxergar; já Nunjani será o nome por trás de Little America, uma série que promete contar histórias de imigrantes nos EUA. 

Garibaldo, da Vila Sésamo, apareceu para dizer que a Apple terá um programa infantil sobre programação com os bonecos coloridos. Já JJ Abrams e Sara Bareilles anunciaram o seriado Little Voice, sobre uma jovem cantora perseguindo seu sonho.  

Nas outras atrações será possível encontrar ainda nomes como Jennifer GarnerOctavia SpencerBrie LarsonChris Evans e Rupert Grint.

No evento, Oprah revelou que está trabalhando em dois documentários para a plataforma de streaming da Apple

Por fim, a apresentadora Oprah Winfrey surgiu no palco e levantou a plateia para revelar que está trabalhando em dois documentários para a plataforma: Toxic Labor, sobre assédio sexual no trabalho, e uma série sobre saúde mental ainda sem nome.  Ao encontrá-la no final da apresentação, Tim Cook, chefão da Apple, tinha lágrimas nos olhos.

Assinatura do Apple TV+ permitirá o download de filmes e séries

Outros detalhes foram descobertos e eles falam sobre o download do conteúdo para assistir offline, com limites para o que pode ser feito com o que é baixado.

As informações foram levantadas em códigos que estão dentro do macOS Catalina, ainda em versão de testes públicos. O site MacRumors encontrou informações que afirmam que o Apple TV+ será semelhante ao que já existe em diversos serviços de streaming de vídeos, quando o assunto é conteúdo offline.

O que foi encontrado é que a empresa de Cupertino permitirá o download de filmes, séries e outros tipos de vídeos que estarão na plataforma, com limites para a quantidade de vezes que um episódio específico pode ser baixado, ou então um número máximo de downloads que pode ser feito em um período de tempo.

Além disso, um alerta de limite para número de streamings simultâneos pode aparecer se o usuário estiver assistindo o conteúdo em mais de um dispositivo ao mesmo tempo, algo que também é semelhante ao que fazem seus rivais como a Netflix e Amazon Prime Video.

Os códigos não revelam quais são estes limites, que podem ser diferentes para cada tipo de assinatura realizada. Na Netflix, por exemplo, a assinatura que oferece vídeos em 1080p permite duas transmissões ao mesmo tempo e download em até dois gadgets, dobrando a quantidade para a assinatura com filmes e séries em 4K.

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Anúncio Viraliza - Artes Digitais
Comece a vender pela internet com a ajuda da Viraliza

Disney anuncia preço do seu pacote de streaming para concorrer com Netflix

Wow, a Disney está entrando no negócio de plataformas de streaming para realmente ficar e desbancar sua principal concorrente – a Netflix – oferecendo um pacote que inclui o Disney Plus, ESPN Plus e o Hulu pelo preço de uma assinatura padrão da concorrente.

O pacote estará disponível nos Estados Unidos para que os consumidores possam adquirir no dia 12 de novembro, quando o Disney Plus será oficialmente lançado, ao custo mensal de US$ 12.

Segundo o CEO da Disney, Bob Iger, a oferta representa um desconto de 27% sobre os valores avulsos dos serviços incluídos no pacote. Ele também deixou bem claro que, por enquanto, esse pacote estará disponível apenas nos Estados Unidos, devido às limitações que o ESPN Plus e o Hulu têm em outros países.

Durante a conferência com os acionistas, quando foi anunciado o pacote, Bob Iger também comentou que os números do segundo trimestre da companhia ficaram abaixos que o esperado.

“Nada é mais importante para nós do que acertar isso”, disse Iger.

Ele também revelou que a Disney está em contato com a Amazon, Apple e Google para distribuir o Disney Plus e – possivelmente – seu novo pacote em suas plataformas.

A equipe de tecnologia responsável pelo serviço de streaming da Disney, em conjunto com o pacote que será lançado, está preparando uma maneira que facilite a inscrição dos assinantes, afinal, como Iger mencinou, “sabemos que é preciso e importante criar uma experiência sem atrito para o consumidor”.

Agora que o Hulu é inteiramente propriedade da Disney, Iger mencionou que a base de assinantes da plataforma é de 28 milhões. Christine McCarthy, diretora financeira da Disney, também falou que o serviço digital do Hulu cresceu mais rápido do que qualquer outra concorrente no trimestre.

Sobre o serviço do Disney Plus, o streaming será lançado com mais que 300 títulos de filmes no primeiro dia, podendo crescer para mais de 400 até o final do seu primeiro ano. Alguns dos títulos incluem a franquia Star Wars, Marvel, Pixar e, claro, da própria Disney. E os originais do Disney Plus também estarão vindo para ficar.

Bob Iger revelou que assistiu à primeira temporada de The Mandalorian, série live-action temática de Star Wars e uma das originais Disney Plus, e disse que está muito impressionado com a qualidade e a variedade do programa.

Em paralelo com o serviço de streaming direto para o consumidor, vale também ressaltar que a equipe da Disney também terá certa flexibilidade de conteúdo em se tratando do FX. É um ato de equilíbrio que eles terão que pesar e medir para que tudo ande conforme o planejado. 

“É importante para nós continuar mantendo esses canais abastecidos com conteúdo de qualidade e produções originais, para que possamos dar um suporte para esses negócios como eles existem hoje”, disse Iger.

Primeiras imagens do serviço de streaming da Disney

Séries da Marvel confirmadas no Disney Plus

Um dos grandes trunfos do canal: a Marvel terá séries focadas em personagens da franquia Vingadores, sendo:

  • The Falcon and The Winter Soldier – Final de 2020
  • WandaVision – Por volta de março de 2021
  • Loki – Por volta de março de 2021
  • Gavião Arqueiro – Por volta de setembro de 2021

Vale lembrar que todas as séries serão ambientadas no MCU, serão com os mesmos atores dos filmes e terão qualidade de cinema (inclusive produzidas pela Marvel Studios).

Fonte: Variety

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Luminárias Incríveis

Série do Loki ganha novo logo e viraliza na internet

Wow, a zoeira não para…

A Marvel Studios, durante a San Diego Comic-Con, revelou seus futuros projetos de 2020 e 2021. O anúncio envolveu os próximos filmes da marca como “Blade” e as continuações de “Thor” e “Doutor Estranho”, e também as séries originais que serão lançadas no Disney+, o serviço de streaming da Disney que chega no segundo semestre deste ano.

De todos os lançamentos o que mais chamou atenção foi o logo da série “Loki”, que será protagonizada por Tom Hiddleston. A arte apresenta o nome do personagem com uma tipografia diferente para cada letra, que para muitos não ficou muito boa.

Reação da Internet

Não demorou muito para surgir diversos memes e montagens brincando com o estilo adotado para construir o logo da série. Confira abaixo alguns deles:

Lembrando que tivemos algumas fan-arts incríveis:

Detalhes da série

Como era esperado, uma importante questão sobre a produção foi esclarecida. O seriado, protagonizado pelo próprio Tom Hiddleston, seguirá como uma continuação do MCU (sigla em inglês para Universo Cinematográfico da Marvel).

A série será protagonizada pelo Loki que aparece em Vingadores: Ultimato. Como se sabe, o Deus da Trapaça é morto em Vingadores: Guerra Infinita.

Porém, um erro no plano dos heróis em Ultimato, que viajam ao passado na Batalha de Nova York de Os Vingadores, para pegarem as Joias do Infinito, faz com que o Loki de 2012 escape com a Joia do Espaço.

Assim, a série seguirá o que acontece com esse Loki depois que ele rouba a Joia do Espaço. O melhor é que haverá uma conexão com o que acontece em todo MCU.

Loki chegará no Disney+ na primavera de 2021.

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Loki | imagem é divulgada e indica que série será ambientada no passado

Wow, confira logo da série estrelada por Tom Hiddleston no Disney+

Se você está super ansioso para saber como vai ser a série Loki no Disney+ (como nós estamos), você acaba de ganhar a primeira imagem da produção!

A Disney fez um evento promocional para investidores, onde foi revelado o primeiro vislumbre da aguardada série focada no popular vilão/anti-herói da Marvel. A foto oficial, divulgada pela empresa de Mickey Mouse, traz Kevin Feige diante de um telão com a logo e uma imagem conceitual do projeto.

Apesar de não muito claro, o vislumbre já possibilita a criação de diversas especulações. Por exemplo, a arte traz Loki diante de um cinema que exibe Tubarão, filme de Steven Spielberg lançado em 1975. Tal ambientação temporal conversa perfeitamente com as primeiras informações sobre a trama, descrevendo o personagem como “um trapaceiro metamorfo, que aparece ao longo da história, tornando-se um “improvável influenciador de eventos históricos.”

Os irmãos Russo também contaram um pouco do que vem por aí: “quando Loki se teleporta com a Joia do Tempo [trama da série em questão], ele cria sua própria linha do tempo. Tudo fica muito complicado, mas seria impossível para [Capitão América] retificar o que aconteceu sem segui-lo”.

A Entertainment Weekly começou a ideia de que uma nova versão do Capitão América irá aparecer na trama do meio-irmão do Loki, já que a ideia do Multiverso está mais que confirmada. Apesar de nada ter sido confirmado pela Marvel e nem pela Disney, não é difícil algo assim acontecer.

Por sua vez, o portal ComicBook aposta que o estilo da logomarca é semelhante ao apresentado no arco “Kid Loki” nas HQs, onde surge uma versão reencarnada no personagem. Só que, ao invés de rejuvenescer o vilão, a série de Michael Waldron pode usar tal história apenas como inspiração para mostrá-lo ganhando uma “segunda chance” numa realidade alternativa, após os acontecimentos de Vingadores: Ultimato.

Façam suas apostas e teorias! Loki ainda não ganhou previsão de estreia no serviço de streaming Disney+.

Além de Loki, Feiticeira Escarlate, Soldado Invernal e Falcão também ganharão séries pela Disney +.Também foi anunciado que a plataforma vai entregar ao público sua primeira série ‘Star Wars‘, que está sendo desenvolvida por Jon Favreau e tem um orçamento estimado em US$ 100 milhões.

Fique por dentro:

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X