Diversos Filmes e Séries

Apple investe bilhões para programas de Streaming

Wow, mais uma tentando bater de frente com a Netflix e a Disney Plus

Pensando em impressionar com seu Streaming, a Apple investiu 6 bilhões para a produção de conteúdo original para o Apple TV+. Segundo o Financial Times, a empresa quer concorrer com as gigantes Amazon, Netflix, HBO e a Disney.

A companhia pode ter em seu catálogo original a série mais cara da história. O “The Morning Show”,  estrelada por Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Steve Carrell, deve custar cerca de US$ 300 milhões com as duas primeiras temporadas.

Vale lembrar que o valor é baixo comparado ao que Netflix e Disney devem investir em seus serviços. A atual líder deve gastar US$ 14 bilhões com produções em 2019, enquanto a empresa do Mickey planeja injetar US$ 24 bilhões no Disney+. Em março, a Disney gastou outros US$ 71 bilhões na compra da Fox para fortalecer suas plataforma. 

Serviço deve chegar em novembro nos EUA por US$ 10 mensais

The Morning Show

O Novo serviço de streaming da empresa, deverá  estrear nos EUA em novembro por US$ 9,99 mensais, diz uma reportagem da agência de notícias Bloomberg. Se confirmada a informação, a Apple esquentará ainda mais a guerra do streaming, pois entrará no mercado no mesmo mês em que a Disney lança o seu próprio serviço, o Disney+. 

A Apple ainda não anunciou oficialmente data e preço para o Apple TV+, mas o considera como pilar fundamental de sua nova estratégia de aposta em serviços: até 2020, a companhia espera ter receita de US$ 50 bilhões com serviços. A disputa com a Disney, porém, deverá ser intensa. Em abril, a gigante das produções anunciou que o Disney+ terá assinatura de US$ 7 – além disso, ela vai oferecer um pacote de US$ 13 com Disney+, ESPN+ e a plataforma de séries Hulu. 

Para tentar aumentar as chances de sucesso na empreitada, a Apple teria multiplicado por seis o orçamento dedicado ao Apple TV+. Segundo o jornal Financial Times, a companhia deverá investir US$ 6 bilhões no serviço, aumento de US$ 5 bilhões em relação ao valor divulgado dois anos atrás.

Estrelas de Hollywood já confirmadas

Estrelas de Hollywood já confirmadas

O serviço foi revelado com grande pompa em um evento na sede da companhia, em Cupertino, Califórnia: na apresentação, nomes como Steven Spielberg, Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Oprah Winfrey apresentaram produções audiovisuais que estão realizando para o TV+. 

Nomes como Jason Momoa e Kumail Nanjani também apareceram no evento, que misturou o Vale do Silício com Hollywood; Momoa, de Aquaman, fará uma série sobre pessoas que não podem enxergar; já Nunjani será o nome por trás de Little America, uma série que promete contar histórias de imigrantes nos EUA. 

Garibaldo, da Vila Sésamo, apareceu para dizer que a Apple terá um programa infantil sobre programação com os bonecos coloridos. Já JJ Abrams e Sara Bareilles anunciaram o seriado Little Voice, sobre uma jovem cantora perseguindo seu sonho.  

Nas outras atrações será possível encontrar ainda nomes como Jennifer GarnerOctavia SpencerBrie LarsonChris Evans e Rupert Grint.

No evento, Oprah revelou que está trabalhando em dois documentários para a plataforma de streaming da Apple

Por fim, a apresentadora Oprah Winfrey surgiu no palco e levantou a plateia para revelar que está trabalhando em dois documentários para a plataforma: Toxic Labor, sobre assédio sexual no trabalho, e uma série sobre saúde mental ainda sem nome.  Ao encontrá-la no final da apresentação, Tim Cook, chefão da Apple, tinha lágrimas nos olhos.

Assinatura do Apple TV+ permitirá o download de filmes e séries

Outros detalhes foram descobertos e eles falam sobre o download do conteúdo para assistir offline, com limites para o que pode ser feito com o que é baixado.

As informações foram levantadas em códigos que estão dentro do macOS Catalina, ainda em versão de testes públicos. O site MacRumors encontrou informações que afirmam que o Apple TV+ será semelhante ao que já existe em diversos serviços de streaming de vídeos, quando o assunto é conteúdo offline.

O que foi encontrado é que a empresa de Cupertino permitirá o download de filmes, séries e outros tipos de vídeos que estarão na plataforma, com limites para a quantidade de vezes que um episódio específico pode ser baixado, ou então um número máximo de downloads que pode ser feito em um período de tempo.

Além disso, um alerta de limite para número de streamings simultâneos pode aparecer se o usuário estiver assistindo o conteúdo em mais de um dispositivo ao mesmo tempo, algo que também é semelhante ao que fazem seus rivais como a Netflix e Amazon Prime Video.

Os códigos não revelam quais são estes limites, que podem ser diferentes para cada tipo de assinatura realizada. Na Netflix, por exemplo, a assinatura que oferece vídeos em 1080p permite duas transmissões ao mesmo tempo e download em até dois gadgets, dobrando a quantidade para a assinatura com filmes e séries em 4K.

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebooktwitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Anúncio Viraliza - Artes Digitais
Comece a vender pela internet com a ajuda da Viraliza
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.