Hqs e Livros

As 20 sagas mais influentes da Marvel

Wow, conheça os arcos que tiveram maior impacto na história do Universo Marvel. Um excelente guia de leitura!

Em 1982, surgia a minissérie “Torneio de Campeões”, a primeira grande saga do Universo Marvel a reunir personagens de diversos “mundos” editoriais. Com o tempo, essas sagas ficaram mais populares e constantes… e enquanto algumas são esquecíveis, outras ainda abrilhantam a memória dos fãs!

Aniquilação

Uma odisseia cósmica por excelência, Aniquilação se destaca por não perder tempo com personagens desnecessários e deslocados. Por estes, me refiro a heróis que nada adiantariam em uma escala galáctica. Portanto, se você espera ver o Homem-Aranha, Capitão América, Quarteto Fantástico e outros heróis desse naipe em Aniquilação, pode deixar suas esperanças de lado, pois eles estão muito ocupados lutando em uma certa Guerra Civil. Aqui, veremos somente os de fora da Terra, tanto heróis como vilões.

Na trama, vemos um ataque surpresa ao planeta Xandar, sede da Tropa Nova, pelo exército insectóide do Aniquilador, governante da Zona Negativa. A guerra ali iniciada, porém, se estende por diversos setores do universo, trazendo inúmeros personagens para dentro do conflito. Com isso, temos a divisão em sete revistas individuais: Prólogo (contando o início da guerra), Nova (focada em Richard Rider, o Nova original), Surfista Prateado, Super Skrull, Ronan, o Acusador, Aniquilação e Arautos de Galactus. Cada uma nos traz diferentes cenários de Aniquilação para, no fim, termos a união dos personagens em uma só narrativa.

Desafio Infinito

Provavelmente o melhor produto dos anos 90 para a Marvel ComicsDesafio Infinito é a saga que realmente colocou Thanos em destaque – por mais que o Titã Louco já tivesse sido apresentado há vários anos.

Magistralmente escrita por Jim Starlin, com desenhos brilhantes de George Pérez e Ron Lin, a saga ganhou uma reputação tão duradoura e impressionante que chegou a ser a fonte principal para a história de Vingadores: Guerra Infinita. Vale lembrar que é o primeiro capítulo de uma trilogia, precedendo Guerra Infinita e Cruzada Infinita.

Desafio Infinito na Amazon

Mais: Como Thanos foi vencido nos quadrinhos

Dinastia M

Você já deve ter percebido que Brian Michael Bendis é outro roteirista muito importante da Marvel Comics em seus vários anos de publicação. O escritor começou trabalhando em títulos como o do Demolidor, e logo ganhou espaço entre os Vingadores, comandando a equipe por vários anos.

Dinastia M é uma continuação mais encorpada de seu trabalho em Vingadores: A Queda, e traz consequências grandes não apenas para os Heróis Mais Poderosos da Terra, mas também para os X-Men. O título envolve a Feiticeira Escarlate louca criando uma realidade alternativa… e dizimando a espécie mutante.

Dinastia M na Amazon

Era do Apocalipse

Uma vez o Legião, filho do Professor X, voltou no tempo pra matar Magneto, antes que o Mestre do Magnetismo cometesse seus incontáveis crimes. Acontece que Charles Xavier se sacrifica no lugar de seu amigo, Legião deixa de existir – pois acabou matando o próprio pai – e toda a história é remodelada.

O lado bom foi que Magneto se conscientizou com o sacrifício do amigo. O lado ruim foi que Apocalipse sentiu a morte do poderoso mutante e adiantou seus planos em 10 anos, dominando o mundo e instaurando a pior ditadura mutante imaginável. Coube aos X-Men de Magneto enfrentar o Primeiro Mutante, enquanto Bishop voltava no tempo pra impedir que a Era do Apocalipse sequer começasse.

Era do Apocalipse na Amazon

Guerra Civil

O grande problema de boa parte das sagas ruins da Marvel nas HQs é justamente a inaptidão em mudar o status quo do universo ou de seus personagens. Se você parar para notar, todas as melhores sagas da editora são justamente as que trouxeram repercussões significativas. E esse é, sem a menor sombra de dúvidas, o caso da Guerra Civil.

Criada por Mark Millar e Steve McNiven, a série aborda o conflito ideológico entre os heróis a favor e contra a Lei do Registro dos Super-Humanos. O título fragmentou o Universo Marvel durante quase uma década, e deixou cicatrizes que ainda são visíveis hoje. É um destaque por abordar principalmente o lado pessoal e ideológico dos personagens.

Guerra Civil na Amazon

Guerra Kree-Skrull

Uma das mais icônicas sagas da Marvel, embora não tão conhecida pelo público hoje em dia, a Guerra Kree-Skrull apareceu nas revistas dos Vingadores #89-97, nos anos 1970. A obra traz diversas comparações com a vida real, como a caçada de espiões sovietes por Joseph McCarthy e começa quando o Capitão Marvel (Mar-Vell, não Carol Danvers) chega na Terra.

Logo o planeta é envolvido em um conflito entre as duas raças alienígenas, trazendo um número incrível de heróis da Marvel para o combate. Notavelmente, foi nessa saga que o Visão e a Feiticeira Escarlate se tornaram um par romântico.

Guerras Secretas (1984)

Torneio de Campeões pode ter sido a primeira, mas… As história responsável por inventar a estrutura das mega-sagas para a Marvel: as Guerras Secretas originais, que foram publicadas em 1984. O título era puramente comercial, e servia apenas para promover uma linha de brinquedos da Mattel, mas acabou se fortalecendo graças à sua história e suas reviravoltas.

Aqui, um ser celestial chamado Beyonder sequestra vários heróis e vilões e os traz para seu Mundo Bélico, uma arena de gladiadores do tamanho de um planeta. Lá, eles precisam lutar entre si para divertir seu captor. A história tem 12 edições, e acabou trazendo alguns efeitos bem curiosos, como o traje negro do Homem-Aranha e a Titânia.

Guerras Secretas na Amazon

Guerras Secretas II (2015)

Em primeiro lugar, está uma das sagas mais arrebatadoras que a Casa das Ideias já produziu em toda sua história, e que foi finalizada há pouco mais de dois anos. As Guerras Secretas foram um evento colossal, produzido ao longo de anos pela maestria astuta de Jonathan Hickman – além da arte de Esad Ribic, que é de tirar o fôlego.

O roteirista conduziu a trama por vários anos através do título dos Vingadores e dos Novos Vingadores, e compôs um épico moderno onde o Doutor Destino criava seu próprio mundo com os destroços de vários universos destruídos, forçando os heróis a retornar para tentar restaurar o antigo status quo.

Infinito

Jonathan Hickman foi um dos melhores escritores – se não o melhor – que já tomou conta dos Vingadoresnos quadrinhos. Sua fase na equipe ajudou a mudar todo o papel dos heróis no universo, e além das revistas, ele também desenvolveu algumas sagas que complementavam sua narrativa, como é o caso de Infinito.

É impossível ler Infinito sem os títulos dos Vingadores e dos Novos Vingadores, mas isso está longe de ser um erro. Em vez disso, testemunhamos uma viagem épica no espaço, que envolve não apenas a presença desoladora de Thanos e sua Ordem Negra, mas também os Construtores e várias outras ameaças que põem a Terra em perigo.

Invasão Secreta

Durante uma ótima rodada criativa para Brian Michael Bendis, a Marvel conseguiu emplacar diversas fases e sagas boas. Uma delas foi justamente Invasão Secreta na qual os Vingadores descobrem que diversos skrulls conseguiram se disfarçar graças uma habilidade de metamorfose a ponto de até copiarem os heróis mais poderosos da Terra. Nesse plano de conquista suprema, meticulosamente calculado, temos eventos realmente impactantes além das escolhas mais viscerais já vistas em um evento da editora. Leitura recomendadíssima.

Vingadores: Invasão Secreta dos Skrulls ainda pode acontecer no MCU

Jovens Vingadores: A Cruzada das Crianças

Afinal, um dia, Dinastia M teria de ter suas consequências corrigidas, e melhor que uma Wanda louca, apenas uma Wanda procurando por redenção.

Wiccano é o problema da vez. “Filho” de Wanda e herdeiro de poderes similares, o Jovem Vingador acaba se descontrolando ao lutar com um grupo de criminosos. Isso atrai a atenção dos Vingadores, que morrem de medo que o herói acabe surtando que nem sua “mãe”. E eis que, para resolver esse problema, os Jovens Vingadores se juntam a Magneto e Mercúrio para encontrar a perdida Feiticeira Escarlate… e descobrem que ela está amnésica e prestes a se casar com o Dr. Destino.

Notando essa descoberta, tanto os X-Men quanto os Vingadores tentam impedir os jovens heróis de encontrar Wanda… e quando isso acontece, alguns até estão dispostos a matá-la. A saga trouxe de volta heróis como Wanda e Scott Lang, além do Rapaz de Ferro, que termina tudo pronto para assumir seu verdadeiro manto…

Vingadores 5: filme pode apresentar os Jovens Vingadores

Marvels

Uma verdadeira obra prima. Poderia falar isso só pelas pinturas hiper-realistas de Alex Ross. Confesso ser a minha predileta na lista.

A minissérie conquistou público e crítica ao retratar os grandes eventos do Universo Marvel do ponto de vista de um simples mortal, o fotógrafo Phil Sheldon.

O texto prima por revelar o impacto do surgimento das “maravilhas” num mundo crível, como os superseres afetam a vida de pessoas comuns, para o bem e para o mal, de forma contundente ou trágica.

Não é todo dia que se pode acompanhar um clássico eterno. Marvels permanece relevante e desafiadora após todos esses anos, independentemente de continuações menores ou reinterpretações equivocadas.

Para todos os amantes da nona arte e apreciadores de uma boa história que desejam sair da rotina e ter suas convicções viradas do avesso.

O Cerco

O Reinado Sombrio foi uma fase editorial que, como seu próprio nome diz, deixou a escuridão tomar conta da Marvel Comics. Tudo isso culminou em O Cerco, uma saga escrita por Brian Michael Bendis, no auge de seu trabalho para os Vingadores. A história centra-se em Norman Osborn tentado destruir Asgard de uma vez por todas.

Para isso, o magnata que assume o manto do Patriota de Ferro conta com a ajuda de Loki. Para impedir a queda definitiva do Reino Dourado, os Vingadores, os Jovens Vingadores e todos os outros heróis que haviam ficado clandestinos após a Guerra Civil unem suas forças, trazendo uma nova era heroica para a Terra.

Massacre Marvel

Quando Xavier desistiu de manter o diálogo com seu velho amigo, ele usou seus poderes telepáticos para desativar a mente de Magneto, deixando-o em um estado catatônico. Porém, durante o contato psíquico entre os dois, a essência mais maligna de Magneto foi transferida para o ego suprimido de Xavier, toda a raiva, a tristeza e o enorme desejo de vingança de Magneto entraram na consciência de Xavier; por sua vez, esta pequena parte elementar da psiquê de Magneto se misturou e se enraizou no lado negro da mente de Xavier onde sua frustração e raiva reprimida pela intolerância da humanidade com os mutantes estiveram suprimidas nos últimos 30 anos.

Esta agregação resultou em uma personalidade separada dentro de Xavier, o ser conhecido como Massacre, que se manteve apenas latente dentro do Professor X, até que suas frustrações aumentaram e ela ganhou forma própria. Um ser tão poderoso que precisou de literalmente todos os heróis que tiveram coragem de embarcar no confronto pra ser derrotado. X-Men, Vingadores e Quarteto Fantástico foram os principais astros e vítimas desta saga, conseguindo conter o Massacre, mas não sem muitos sacrifícios.

Compre Massacre na Amazon

PS: Massacre é tão sinistro que foi o chefão final do jogo Marvel VS Capcom.

Planeta Hulk e Hulk Contra o Mundo

Quando os Illuminati exilaram Hulk da Terra, eles certamente não esperavam que isso apenas o faria mais forte. Hulk Contra o Mundo é perfeitamente definido pelo seu título – o Gigante Esmeralda retorna para se vingar dos heróis que o tiraram do planeta contra sua vontade, uma saga repleta de porradaria que mostra a todos para não se meter com o Verdão.

Além disso, é uma bela conclusão para todo o desenvolvimento que o personagem teve em Sakaar (saga Planeta Hulk), planeta onde se tornou mais forte e conseguiu alguns aliados, após lutar como gladiador.

Compre aqui

Vingadores Eternamente

Ao mesmo tempo em que salvava os Vingadores das trevas em seu recém-relançado título mensal, Kurt Busiek (com o desenhista Carlos Pacheco) traçou uma minissérie que dobrava tempo e espaço, mostrando Kang, o Conquistador, combatendo sua versão mais velha, Immortus.

A única esperança de salvar o espaço-contínuo é reunir a equipe perfeita de Vingadores, sete heróis retirados de momentos específicos e realidades paralelas, reunidos em torno de Rick Jones, um “mascote” dos heróis que terminou se tornando igualmente importante. A arte de cair o queixo de Pacheco é o complemento perfeito para a narrativa elegante de Busiek, que mescla com perfeição emoção e espetáculo.

Vingadores vs. X-Men

Um dos títulos mais controversos do Universo Marvel nos últimos anos, Vingadores vs X-Men dividiu tanto os fãs quanto os personagens envolvidos nesse conflito de proporções arrasadoras. Basicamente, vemos as duas equipes de heróis lutando entre si para impedir ou trazer a Força Fênix para a Terra.

Há discordâncias entre quem está certo e quem está errado até hoje, e a saga conseguiu se sair muito bem por trazer uma série de conflitos divertidos, que instigavam a imaginação dos fãs. Além disso, foi um produto colaborativo, trazendo roteiristas como Brian Michael Bendis, Jonathan Hickman e Ed Brubaker, além de artistas como John Romita Jr. e Olivier Coipel.

Compre na Amazon

Vingadores: A Queda

Presencie o dia mais sombrio dos Vingadores!
O autor Brian Michael Bendis atualmente pode ser referência na Marvel, mas já houve um tempo onde ele era tão mal-visto pelo público que chegou a ser ameaçado de morte por alguns leitores. E o motivo? Em seu primeiro arco de histórias nos Vingadores, ele decidiu destruir a equipe de dentro para fora. Uma infindável série de eventos trágicos põem a equipe de joelhos. Mas qual dos muitos inimigos dos Vingadores poderia ter orquestrado um plano tão insidioso? Kang? Ultron? Conde Nefária?

Compre na Amazon

X-men: A saga da Fênix Negra

Até hoje, os X-Men sempre funcionaram como uma franquia independente dentro da própria Marvel. Eles frequentemente participam das sagas envolvendo outros heróis, mas suas histórias geralmente são mais independentes e sem tanta influência externa. Talvez seja justamente isso que torna a Saga da Fênix Negra uma obra de arte tão atemporal.

Com a trama centrada puramente nos Filhos do Átomo, vemos o grupo sendo aprisionado pelo Clube do Inferno, o que força a manifestação do lado sombrio da entidade que possui Jean Grey. O resultado é uma destruição catastrófica que vitima bilhões de vidas, e um confronto que leva ao sacrifício supremo de um super-herói para salvar a todos que ama.

X-Men: Fênix Negra ganha primeiro trailer completo. Confira!

X-men: O Cisma

A Guerra Civil dos mutantes! Mesmo com a raça mutante exibindo seus menores números de todos tempos, a humanidade se recusa a confiar nos Homo superior. Porém, quando um incidente internacional causado por um mutante acontece, o ódio racial contra eles atinge aterrorizantes novos patamares. Com os ex-rivais Ciclope e Wolverine tendo que reunir os cacos dos X-Men, heróis se enfrentarão, amizades serão rompidas e o cenário do Universo Marvel mudará para sempre.

Fique por dentro:

Menção honrosa I: Aranhaverso

Com a ambiciosa tarefa de “trazer para uma saga todos os Homens-Aranha existentes”, Spider-Verse tinha tudo para dar errado, especialmente considerando o histórico das sagas envolvendo realidades paralelas no Universo Marvel… entretanto, o resultado tem sido surpreendente e agradando muitos fãs do aracnídeo. Se estivéssemos mais uns meses à frente, essa poderia ter sido uma presença real na lista, uma vez que a saga ainda está em andamento.

Menção honrosa II:
Vingadores/Liga da Justiça

O encontro de personagens da Marvel e da DC era uma tradição nos anos 70, interrompida por disputas editoriais na década seguinte, e esticada à exaustão nos cansativos anos 90/começo dos 00. Mas o canto do cisne dos crossovers é também o melhor deles. Kurt Busiek escreveu e George Pérez desenhou o que pode ser descrito como um épico cinematográfico que, se um dia fosse levado às telas, seria a aventura mais espetacular de todos os tempos.

No papel, é quase isso. Busiek teceu uma trama em que Vingadores e Liga da Justiça existem em mundos paralelos, mas que terminam se misturando por maquinações do vilão Krona.

Ao longo de quatro edições, os heróis entram em conflito e depois veem seus mundos se misturarem, com as configurações mais impressionantes das duas equipes sendo criadas. É, ao mesmo tempo, uma grande história de ação e uma viagem no tempo pela histórias dos dois times, culminando com o momento em que o Superman empunha tanto o escudo do Capitão América quanto o martelo de Thor. Até o momento, a saga é o último encontro de heróis da Marvel e da DC.

Acompanhe todas as atualizações do blog no facebook, twitter e instagram. Loja Virtual: Nerd X

Confira nossos Colecionáveis
Anúncios

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.