Diversos Filmes e Séries Hqs e Livros

Marvel: 10 HQs imperdíveis escritas por Stan Lee

Wow, as maiores obras do Mestre!

Stan Lee se foi no final de 2018 aos 95 anos. Ele deixa uma calorosa amizade conosco, leitores ávidos de gibis. Excelsior!

Um pouco da história de Stan Lee

A primeira vez em que Stanley Lieber colocou os pés na sede da Timely Comics, ele tinha 17 anos e sonhava em escrever “o grande romance americano”. O rapaz era sobrinho do então gerente de circulação da editora, Robbie Solomon, e há pouco havia sido demitido de uma fábrica de calças. Solomon bateu à porta da sala 5×3 em que trabalhavam os desenhistas Jack Kirby (1917–1994) e Syd Shores (1916–1973) e o editor Joe Simon (1913–2011) e perguntou o que seu sobrinho poderia fazer para dar uma força. Era 1940 e o primeiro gibi do Capitão América, aquele em que o personagem soca Hitler logo na capa, já rodava nas gráficas.

Stanley começou a trabalhar na Timely como assistente. Ele revisava textos, esvaziava cinzeiros, varria o chão e irritava todo mundo tocando ocarina na redação. Alguns meses depois, ele ganhou confiança dos colegas para começar a escrever. A partir daí, tornou-se uma das peças mais criativas e estratégicas da empresa no diálogo com os leitores e em renovações que transformaram a Timely em Atlas e, por fim, em Marvel Comics.

Nos anos 1960, a indústria das histórias em quadrinhos estava em sua icônica “Era de Prata” — e também na pindaíba. A editora precisava fazer algo para interromper a curva descendente que as vendas faziam. A TV havia chegado à casa dos americanos junto dos valores conservadores da era Eisenhower, o que afastava a molecada das HQs desde a década anterior.

No entanto, Stanley, que já usava o pseudônimo Stan Lee, entendia de dificuldade financeira: pobretão vindo do bairro nova-iorquino do Brooklyn, ele logo tratou de colocar em circulação novos super-heróis — o tipo de narrativa que fez esse mercado tornar-se imenso durante a Segunda Guerra Mundial, na “Era Dourada”.

Ao lado de colegas como Kirby, Larry Lieber — irmão de Lee —, Steve Ditko (1927–2018) e Bill Everett (1917–1973), o roteirista criou personagens como Homem de FerroPantera NegraHomem-AranhaX-MenQuarteto FantásticoSurfista Prateado — o predileto dele — HulkThor e Demolidor.

Muitos deles traziam consigo as inquietações sociopolíticas da época. Em Homem de Ferro e Homem-Formiga, por exemplo, via-se o avanço da ciência com a corrida espacial durante a Guerra Fria; em X-Men, o debate sobre os direitos civis da população negra se refletia na discriminação sofrida por mutantes; em Pantera Negra, imaginava-se um país — Wakanda — em que não havia racismo e a liberdade o transformou em uma das maiores potências do planeta; em Homem-Aranha, a vida difícil na cidade grande encontrava algum alívio no alter-ego de Peter Parker; e, em Doutor Estranho, as viagens lisérgicas do movimento hippie encontraram um paralelo nas páginas do mago bigodudo.

Aí estão alguns dos motivos por que Stan Lee tornou-se um ícone. Ele resgatou os super-heróis dos anos 1940 e, em vez de colocá-los no plano da perfeição dos deuses e da moral patriota irretocável, como se via naquela década, Lee os humanizou com contradições e conflitos, guardadas as devidas proporções, realistas.

Confira algumas leituras imperdíveis assinadas por Stan Lee.

1. Homem-Aranha: Antologia


Se você quer conhecer as origens do Aracnídeo, aqui está a oportunidade. Esta edição em capa dura reúne as primeiras histórias do Cabeça de Teia assinadas por Stan Lee e Steve Ditko, em que Peter Parker é picado por uma aranha radioativa e, após o assassinato de Tio Ben, aprende que “com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”. O livro também traz outras histórias clássicas do Aranha, como a morte de Gwen Stacy, assinadas por outros nomes.

Páginas: 320

2. Surfista Prateado: Origens


“A origem do Surfista Prateado”, “Mefisto, o senhor do mal” e “Três divindades em conflito” são algumas das histórias protagonizadas pelo Surfista Prateado nos anos 1960 que se encontram neste volume. Com roteiros assinados por Lee e desenhos de John Buscema (1927–2002), a HQ resgata as primeiras aventuras com o personagem.

Editora: Salvat
Páginas: 216
Preço: R$ 42,90

3. Coleção Histórica Marvel: Os X-Men — Nº 1


Quando os X-Men consistiam no grupo de moleques Ciclope, Anjo, Fera — que ainda não era azul e peludo — e Homem de Gelo, o Professor Xavier apresentou ao grupo Jean Grey, que adotou o nome Garota Marvel. Esta edição, que hoje é item raro no Brasil, traz o primeiro contato dos leitores com a Sala do Perigo e o conflito dos X-Men com Magneto e a Irmandade dos Mutantes.

Editora: Panini
Páginas: 164
Preço: R$ 22,90

4. Marvel Origens: A Década de 1960


A chegada do Capitão América aos Vingadores, a fuga de Tony Stark de um sequestro que o inspira a tornar-se o Homem de Ferro e a explosão de raios gama que transforma o Dr. Bruce Banner no Hulk estão neste volume.

Editora: Salvat
Páginas: 208
Preço: R$ 36,90

Fatos históricos dos Anos 1960 através da criação de personagens da Marvel Comics

5. Surfista Prateado: Parábola


Nesta minissérie escrita por Lee, desenhada pelo francês Moebius (1938–2012) e lançada originalmente em 1988, o Surfista Prateado confronta Galactus, o devorador de mundos. O antagonista transforma a raça humana em seus seguidores e cabe ao Surfista impedir um massacre. Parábola é considerada um clássico cult da Marvel e mais um registro das incríveis capacidades de Lee e Moebius.

Editora: Panini Books
Páginas: 92
Preço: R$ 29

6. Pantera Negra


Sensação do Oscar deste ano, o Pantera Negra fez estreia em um gibi do Quarteto Fantástico em 1966. Em “O Pantera Negra!”, cujo enredo foi desenvolvido por Lee, o super-herói africano convida o Quarteto Fantástico a visitar Wakanda. A edição compila também outras histórias importantes.

Editora: Panini
Páginas: 200
Preço: R$ 36,90

7. Quarteto Fantástico: A Vinda de Galactus


A família mais adorada da Marvel tem várias de suas primeiras e mais importantes aventuras resgatadas neste volume, como parcerias com os Inumanos e o Surfista Prateado e um confronto épico com Galactus, para impedir a destruição da Terra.

Editora: Salvat
Páginas: 200
Preço: R$ 36,90

8. Demolidor


Outro volume da coleção Os Heróis Mais Poderosos da MarvelDemolidor traz a origem do Homem sem Medo, em que ele perde a visão após um acidente com uma substância radioativa e torna-se vigilante do bairro nova-iorquino de Hell’s Kitchen. O encadernado coleta histórias importantes assinadas por Frank Miller.

Editora: Salvat
Páginas: 204
Preço: R$ 36,90

9. Coleção Histórica Marvel: Thor — Nº 2


Com argumentos assinados por Lee, este quadrinho é item raro hoje em dia, mas quem se aventurar a procurar por ele, encontrará o icônico momento em que o médico Donald Blake encontra em uma caverna norueguesa o martelo que o transforma no Deus do Trovão.

Editora: Panini
Páginas: 164
Preço: R$ 22,90

10. Biblioteca Histórica Marvel: Os Vingadores — Nº 1


Outro título raro, a primeira edição de Biblioteca Histórica Marvel: Os Vingadores conta com os grandes momentos dos primórdios do grupo: a formação dele após uma conspiração de Loki, quando eles conhecem o príncipe submarino Namor e também a batalha contra o Fantasma do Espaço.

Editora: Panini
Páginas: 248
Preço de capa: R$ 53

Stan Lee, orgulhosamente, sempre foi convidado a participar das adaptações no cinema de suas criações:

Não deixe de acompanhar todas as atualizações do Nerd X no facebook, twitter e instagram.

Fonte

Anúncios

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.